Carregando...



Beber na rua de madrugada

festa+rua+beber

Casa vazia pra dropar uma social é desafiante. Esperar pela viagem dos pais ou desmaiá-los com Dramin na água de cabeceira pode demorar mais do que sua necessidade de festa. E se for possível esquecer a decoração, calçar botas de combate, se vestir que nem rockstar e sair pela rua com uma garrafa de bebida gostosa e bons amigos pra conhecer a madrugada?

Costumo sair da faculdade às 22:30 todas as quartas. Sabe que horas chego em casa? Por volta de uma ou duas da manhã. Por quê? Porque amo andar de ônibus de madrugada. Amo estar com minhas bandas nos ouvidos assistindo a noite passar beijando frescamente meu rosto pela janela de um ônibus vazio e em alta velocidade. Vejo o céu correr estrelado, desejando estar com as nuvens solitárias lá em cima.


Amo madrugada com todas as minhas forças e quando ela se mistura com a possibilidade de andar pelas ruas, sem rumo, sem ideia, me acho em mim. Tenho sorte de morar num bairro que permite esse tipo de liberdade sem risco de assaltos, então aproveito sempre que posso. Quando os amigos estão aqui e não temos mais o que fazer, pegamos uma garrafa de qualquer coisa com sabor - e leves graus de álcool - e caminhamos até a praia. De lá, voltamos um pouco alegrinhos.


Quando estamos alegres que sentimos a energia em sua máxima força. Passamos da reflexão sobre a existência e os mistérios da Lua que brilha sobre nós, às risadas sem motivo e os pulos de pavor das baratas nos bueiros. Os fumantes têm espaço pra fumar bem longe (se for cigarro, claro), os que amam cair deitam na estrada deserta (porque aqui tudo é sempre deserto), os exibidos dançam em cima das mesas de xadrez das pracinhas e as gazelas têm retas de sobra pra correr arrastando os All Star no asfalto velho.

É como estar nu, só que de roupas. No escuro, iluminados só pelos postes alaranjados, somos quem somos de verdade.

A COMIDA

Roube todos os pacotes de Ruffles, Doritos, Pringles Stax da cozinha. Enfie um monte de jujubas e balas nos bolsos e substitua o cigarro por um pirulito pra cada amigo. Não tem nada disso na dispensa? Escolha qualquer tipo de comida leve e salgada, pode ser até pipoca.


Por que leve e salgada? Porque vocês vão andar, por isso nada de refeição pesada - como brigadeiro ou macarrão - no estômago. Salgada porque, preferencialmente, a bebida será doce.

A BEBIDA

Por que bebida doce? Recomendo vinho tinto, qualquer cor de Martini ou Contini porque você pode tomar puro, sem a necessidade de misturar, pois o sabor gostosinho não é nada comparável ao horror da vodka vagabunda que seu dinheiro de sustentado pode comprar.


Por isso, renegue biscoitos cheios de açúcar (pra ninguém enjoar) e não pegue nas bebidas pra ficar trêbado e dar game over só pra dar trabalho pros amigos te levarem pra casa. Porque, lembre-se: VOCÊ PRECISA VOLTAR PRA CASA! Beba o suficiente pra ver estrelas rodarem e então pare, aproveite a natureza e só depois (se ainda tiver necessidade) volte a tomar mais um gole.


No calor, cerveja. Além de barato, vende em qualquer lugar. Só tomo preta e adoro.

Se beber, não dirija. Até porque a graça aqui é ir e voltar a pé, não de carro.

Se você não põe álcool na boca, prepare milk-shakes bem fortes em copos gigantes. Não tem copos gigantes? Esvazie uma garrafa de dois litros de refrigerante e meta milk-shake dentro. Vocês vão ficar bêbados de tão gelado e provavelmente vomitarão por causa do açúcar. É quase como um porre, só que mais-nem-tanto saudável.


d
A MÚSICA

Uma das grandes diversões da noite é aproveitar o silêncio vivo das ruas de madrugada, então pra quê música? Cante com os amigos, deixe as gargalhadas ditarem seus passos. Por segurança (e se viver num lugar tranquilo), leve seu player portátil, pois se estiverem muito cansados pra conversar na volta, vai ser bem mais fácil encarar a vontade de deitar no chão com as músicas nos ouvidos.

Pra isso, preparei uma playlist especial. Pra baixar, clique aqui.

CUIDADOS

Beber com amigos pelas ruas do bairro no profundo da noite é incrível. Além de conhecer o território onde vocês vivem, vai trabalhar o desprendimento sentando numa calçada ao invés de uma cadeira ou tomando goles direto da garrafa ao invés de uma taça. A graça é quebrar suas próprias regrinhas de etiqueta por uma noite (que vai se repetir, é viciante).

Só que pra sair bonito na night, preciso te dizer para:
  • não mexer com estranhos;
  • não sair se o bairro for extremamente perigoso
  • evitar de sair só, principalmente se você for uma menina
  • evitar exagerar no álcool
  • não perturbar os moradores
  • não sujar as ruas, praças ou deixar as garrafas e pacotes pelo caminho
  • não maltratar animais, mendigos ou elfos domésticos abandonados

Tá entendido? Então pegue seus amigos, a câmera fotográfica (ajuda se for analógica), se inspire nessas fotos e mande ver. Experimente dançar como se ninguém estivesse vendo e desfile como a Bündchen no meio da estrada (tenha certeza de que não vem nenhum carro, claro). Deite num banco para ver a Lua e abrace seus amigos por compartilharem algo tão simples e incrível contigo.

E que tal assistir o novo vídeo do meu canal Sem H do Youtube? Tá aí embaixo, só dar play:


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos