Carregando...



Por que ele não diz que me ama?

ele+não+diz+te+amo

E aí? Por que ele (ou ela) não consegue dizer uma frase tão simples, de três palavras, quatro sílabas, que dá pra soltar mais rápido que pum: "eu te amo"? Além de toda a pluralidade no significado da palavra amor, o que mais poderia impedir alguém de dizer? E se nunca disser? E, mais importante que tudo, por que você quer tanto ouvir?

Acho que é redundante afirmar que ouvir essa frase de alguém com imenso significado é como quitar a dívida do cartão de crédito: alivia, faz sorrir que nem idiota e dá a segurança pra continuar comprando. No caso do namoro/rolo, pra continuar junto. Ouvir "eu te amo" (com aspas, porque esse "eu te amo" é importante) é ser reconhecido, admitido e egocentricamente recompensado por todo o tempo investido. 

O que explica que quanto mais insegura a pessoa, mais vai precisar escutar. Disse quanto mais insegura, não que apenas os inseguros precisam. A diferença pros seguros e emocionalmente independentes é que buscam enxergar a frase a partir de outras fontes além da palavra dita. Sentem no beijo, observam a intensidade do toque, gestos de generosidade, atitudes incomuns na rotina do outro pra dar um pouco mais de atenção, e por aí vai.


 Mas por que diabos ele/ela não disse "eu te amo" pra mim ainda?

Se responda o quanto conhece de seu par sem deixar sentimentos envolverem. Analise fatos. Ele teve relacionamentos complicados no passado? É do tipo que tem dificuldades pra confiar nos outros? Sabe se já foi traído por amigos? Como é o relacionamento com os pais (distante, frio, indiferente)?

Se sim, ele pode ter um bloqueio. O problema não é você, mas o quanto ele tem dificuldade de assumir que precisa e gosta de você num mundo que é cercado por tubarões de boca aberta. Se uma pessoa assim tá contigo é porque enxerga apoio, boa sensação, boa conversa, companhia em geral. Por isso, não apresse as coisas. Não espere pel'A Frase nos primeiros meses.

Se só saem há dias, RESPIRA! Talvez a vontade de ouvir seja desespero seu, medo da solidão, carência... dê tempo, abra espaço e convide para abraços.

Se for o tipo de pessoa com histórico horroroso de relacionamentos onde ele é o "vilão", se age como tal, se é fútil, leviano, ele até pode falar "eu te amo", mas a intenção é fraca. Porque, imagina só, o cara que não liga pra nada nem ninguém vai fazer o que precisar pra conseguir o que quer, então falar "eu te amo" vai ser como pedir brigadeiro. Esse é o Destruidor de Corações Tipo A.

O Destruidor de Corações Tipo B vai ter histórico parecido, com uma pequena diferença: não é cafajeste e até se culpa em segredo por ter magoado outras pessoas. Se o cara não tá dizendo "eu te amo" que nem camelô vendendo CD no trem, tá preservando o que tem contigo, sendo honesto. O Tipo B não inventa carinho onde não tem. Se ainda não te ama, não vai falar pra agradar.

Esses dois tipos de pessoas são os mais difíceis de engatar relacionamento. A gente costuma perder a paciência com a falta de presença e frieza, em como são limitados na hora de se entregar. Se não encontrarem pessoas que se adaptem aos seus estilos de vida, terminam a vida de duas formas: Tipo A vai pensar em sexo até depois que o pinto parar de levantar; Tipo B vai ficar sozinho, talvez com pequenos casos pra matar a solidão. 

O segredo é ficar pronto pra tudo, pra receber esse "certificado de sou seu agora" ou pra nunca ouvir "eu te amo" da boca deles, levantando o cheiro de borboletas mortas do seu estômago. Numa época em que eu te amo (sem aspas mesmo) tem a mesma validade de um like no Facebook, esperar demais pode gerar frustrações desnecessárias e a única pessoa que sai magoada é aquela que espera. 

Meu conselho é fazer como os mais seguros e enxergar carinho nos detalhes. Absorver pequenas peças em cada vez que te convida pra comer fora ou pra te apresentar aos amigos no barzinho. Se os gestos não forem tão claros, perceba se deixa a última fatia de pizza ou o último biscoito pra você, ou como te olha quando estão juntos. Perceba no quanto te conhece ou tem vontade de conhecer, se pergunta da sua vida, dos seus gostos ou da sua coleção de nome para gatos - pois não sabemos se seremos solteirões no futuro, né? Melhor ter a coleção de nome para gatos cedo.

Mesmo tendo pouca demonstração clara, se só tiver algo com qual você tenha segurança, já vale investir. Se acha que tá levando tudo nas costas, vá buscar o "eu te amo" que volte pra você. Porque a melhor forma de saber que está sendo amado é quando ninguém diz nada e mesmo assim não teria outro lugar ou pessoa no mundo com quem você quisesse estar. 

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos