Carregando...



Benefícios de manter um diário

diario

Estudos já comprovaram que manter diários ajuda na capacidade de concentração, melhora a memória e auxilia a resolução de problemas, pois a partir do momento que procuramos palavras para defini-los, estamos trabalhando com o sistema de percepções para entendê-los melhor. Além de saudável, é um divertido melhor amigo com a nossa cara e que dá pra customizar, amar e carregar contigo pra vida inteira.

Todo mundo leva segredos e problemas que não conseguem ou querem compartilhar com amigos e familiares. Não pela falta de confiança, mas por serem coisas de quais temos vergonha ou que julgamos negativas demais para admitirmos em voz alta. Ter um diário ajuda a superar esse problema numa conversa honesta com você mesmo.

Escrevi num diário de 2003 a 2012, vez ou outra, e percebi que nem sempre fui honesto. Medo de que alguém pegasse pra ler, claro, só que grande parte das vezes que menti ou mascarei verdades foi por medo de admitir pra mim, lendo o que eu escrevia, do que eu queria, do que eu gostava ou não gostava. 

Em 2013 comprei outro e tô mantendo com bastante empolgação e sinceridade. Às vezes hesito antes de escrever uma intimidade, ficando vermelho de vergonha por falar pra mim sobre algo que não aceito conscientemente. Toda vez que supero uma "trava", sinto que me torno mais seguro, que me conheço um pouco mais.

Se conhecer e sentir segurança sobre quem a gente é só traz benefícios: ficamos mais difíceis de podar, de manipular, e superamos doenças como depressão ou tristezas cotidianas a partir do momento que realizamos que podemos mesmo ser donos de nossos próprios narizes, que escolhemos o caminho para qual ele aponta. Além de manter um registro de evolução de personalidade, mudança de gostos.

E de lembranças! No meu diário, detalhado com dia da semana, do mês, ano e hora, colo ingressos de cinema, decoro páginas, colo cartas antigas e fotografias importantes. Guardar memórias no papel libera espaço no cérebro pra lembrar ou registrar outras. Daqui a 10 anos, vou ler o que escrevi e vou rir, vou sentir saudades, vou querer chorar, mas terei a segurança de que minhas memórias jamais serão esquecidas.

Como um gatilho, diários servem como despertador pra coisas que não lembramos mais, que estão arquivadas nos cantos mais esquecidos de nosso cérebro. Logo ao ler a primeira linha, acessamos essa memória que volta sem a distorção natural do desgaste, ou seja, lembramos das coisas exatamente como aconteceram quando registramos na folha.

Tendo ou não pessoas para conversar, recomendo o uso de um diário com honestidade extrema, sem medo de falar pro seu espelho sobre quem você realmente é. Antes que se esqueça daqui a algumas décadas e entre numa crise da meia-idade.

FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos