Carregando...



Para o 1º Emprego, Parte 2 - Onde Procurar e Como Escolher


Decida se você quer um emprego ou carreira. Às vezes, uma carreira tem funcionalidade de emprego e um emprego acaba se tornando uma carreira, mas definir um objetivo te ajuda a definir os melhores locais de busca e quais fatores influenciarão na sua escolha. Caso contrário, de que vai adiantar você se formar em design gráfico se vai trabalhar numa padaria queimando rosca?

Ainda não se tocou na diferença entre carreira e emprego? Carreira é quando você pretende escalar uma hierarquia pra se colocar na posição de desejo na área de atuação que te dá prazer. É geralmente para uma carreira que as pessoas passam anos na faculdade. Você leva anos pra construir e às vezes um erro pode levar tudo pra baixo.

Um emprego é fonte de renda. É quando você tem 16 anos e trabalha no mercadinho do bairro pra comprar um patinete e um pirulito sem se prender a essa área. Sabe aquela pessoa que vive mudando de trabalho? É alguém que deixa o sistema de carreiras de lado, que se vira muito bem com atividades que saciarão financeiramente suas necessidades.

O mundo quer que você tenha uma carreira da mesma maneira que te enche o saco pra casar e ter uma família, porém um não é melhor que o outro. Numa carreira geralmente temos benefícios melhores, mais estabilidade, mas não quer dizer nada. É como você se sente sobre isso que vai ditar o que será melhor. Não adianta montar uma carreira que te deixa infeliz. Se seu espírito é livre, um emprego aqui, outro ali,  ou até se você der sorte e pegar algo estável, pode confortar sua vida o suficiente.

1. ONDE PROCURAR?

Pra quem procura estágio, a melhor maneira de iniciar no mercado de trabalho é conhecendo pessoas que já estagiam. Por quê? Não que seja impossível conseguir estágio sem "contatos" (vou fazer um vídeo no Vlog Sem H pra isso), mas ter um conhecido no meio facilita que você fique sabendo de uma vaga primeiro e ganhe recomendação. É o que chamamos de QI. Não, não são os números que medem sua inteligência, mas sim o Quem Indica.


Caso prefira escalar essa parede na solitude, use a internet a seu favor. Aí é caça-caça, preparar um bom currículo (visualmente agradável e bem preenchido com informações profissionais e de contato) ou portfólio e enviar para as empresas que aparecerem e que tenham a ver com o que você procura. Um trabalho muda toda sua rotina, então trabalhar em algo que te dê prazer não torna sua vida insuportável. No máximo, um desafio muito saudável.

Pra quem procura emprego, a fórmula não é tão diferente: contatos mudam todo o sistema de jogo. De novo, se o caminho sem companhia for o seu, existe uma técnica muito utilizada pela galera, só que de forma  um pouco "desfuncional": sair deixando currículo por aí. Desfuncional porque mesmo que não tenha intenção de criar uma carreira, estar empregado num lugar que tenha a ver contigo te deixa mais animado pra sair de casa.


Faça uma lista de lojas que curte, defina as que quer trabalhar e leve seu currículo sem vergonha de parecer a fim da vaga. Pergunte quem é o responsável por segurar os papéis e os entregue num lindo envelope pardo (nunca folha avulsa pois mostra certo desleixo). Use roupas confortáveis, passe desodorante e saia de lá deixando seu perfume doce no ar.

Parece fácil, mas é difícil. Um belo dia 'cê vai ter que aprender, desempregado. Não, brincadeira. A dificuldade da coisa fica no desenvolvimento da paciência, pois esperar é a tortura. Alguns lugares ligam em até um mês, só que dependendo da disponibilidade da vaga podem te ligar minutos depois de sair do lugar. E é quando ligarem que a gente vai passar pra segunda parte.

2. COMO ESCOLHER?

Beleza, a empresa (por empresa considero lojas, academias, confeitarias e bordéis, tudo que tenha relação chefe > empregado) ligou, mas você ainda está esperando a confirmação de outra. Ou até se duas ou mais ligaram ao mesmo tempo, como proceder?


Lembra daquela listinha de prioridade? Se guie por ela na hora de selecionar a empresa que deverá receber a maior parte de sua atenção. Qual você quer mais? Qual oferece os melhores benefícios? E a carga horária? Trabalha sábados, domingos e feriados? Tudo isso deve se misturar na hora de decidir para qual entrevista você irá primeiro e, consequentemente, qual empresa você vai deixar assinar sua carteira de trabalho.

A entrevista é a última etapa em que você terá chance de fazer parte da tentativa de ser contratado, então não minta, não exagere, carregue sinceridade e trate de deixar o nervosismo pra baixo. Converse sobre o que você sabe, o que você espera, o que você pode oferecer. Na 3ª parte desse guia vou falar só disso baseado na experiência que tive. Darei dicas que funcionaram pra mim e contarei como foi minha experiência passando por essa "conversa".


No fim, tente ignorar a pressão e a ansiedade para dar lugar ao bom senso. É dele que você precisa pra entender que dinheiro não se ganha, se faz. Dê valor a seu trabalho e não se esqueça que dinheiro só cura estresse antes de acabar. Saiba selecionar a empresa que vai te abrigar pelos próximos meses, seja simpático com todo mundo e não entre nos joguinhos de fofoca.

Dê o melhor em tudo que fizer e com carreira ou não você terá um nome a ser respeitado.



FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos