Carregando...



4 filmes para festa do pijama

lista+filmes+festa+pijama

Ontem ensinei como organizar uma festa do pijama pra quem quer passar a madrugada dançando com os amigos, jogando videogame ou só comendo e conversando. A gente sabe que toda festa do pijama que se preze tem um pouquinho de cinema, né? Selecionei quatro filmes que são a cara de uma noite dessas!

1. A Mentira (Easy A) - 2010

Se quer saber, Emma Stone me ganhou não em Zumbilândia, mas quando escolheu participar da produção de Easy A, ou como foi chamado por aqui, A Mentira. Emma interpreta Olive, garota com inteligência e senso crítico acima da média mas invisível como qualquer outra pessoa no ensino médio. Um dia, tentando ajudar um colega homossexual a ganhar respeito, finge que transou com ele.


Com isso, passa a ser conhecida como a grande piranha, vista e reconhecida por todos. No começo aproveita a nova fama, o que lhe oferece, mas quando perde a certeza sobre sua integridade, decide reparar os erros e todas as mentiras contadas para que ele acontecesse. É comédia, é divertido e não é besteirol. É um dos poucos conteúdos jovens com teor inteligente, que não menospreza o espectador, mas o faz rir dos absurdos mostrados.


Destaque enorme para Stanley Tucci e a diviníssima Patricia Clarkson, que também fez a mãe de outra atriz/personagem que amo muito, a Jamie (Mila Kunis) de Amizade Colorida. Patricia é realmente o máximo e Stanley não fica nunca pra trás. Queria muito deixar a cena do cartão musical que a avó de Olive manda pra ela, mas vai estragar uma das maiores cenas do filme, em que você fica voltando pra rir e rir, cantando junto. A música até virou ringtone do meu celular.





2. A Escolha Perfeita (Pitch Perfect) - 2012

Beca, interpretada por Anna Kendrick - que fez a amiga da Bella de Crepúsculo - gostaria mesmo de seguir a carreira musical como DJ, misturando músicas, inventando mashups, mas seu pai a obriga a estudar na universidade em que dá aula. Vendo como ela está infeliz, fazem um trato: ela se esforça pra gostar do curso por um tempo e se não conseguir, a deixa fazer o que quiser.


Nisso ela acaba entrando para um grupo de jovens coristas e descobre um mundo gigantesco na competição de corais, algo meio Glee, só que menos viajado. Mesmo assim, a vibe é ótima! Eles fazem covers de músicas existentes e todos os instrumentos são tocados por eles mesmos, usando a boca e partes do corpo. A perfomance de Cups, usando copos para percussão, virou hit em dois dias quando liberado na internet.


É pra assistir e cantar junto.





3. Garota Infernal (Jennifer's Body) - 2009

Se a intenção da noite for brincar um pouco com o sobrenatural e o tabuleiro Ouija, recomendo Jennifer's Body. As críticas não deram mole, dizendo que Diablo Cody (mesma roteirista de Juno e Jovens Adultos) escreveu algo totalmente sem sentido pra existir. Eu e todos os meus amigos discordamos. 


Jennifer (Megan Fox) é uma popular líder de torcida nem um pouco santa. Quando uma banda indie aparece na cidade com a intenção de sacrificar uma virgem para o pacto com um demônio, pegam Jennifer, que se diz virgem só pra dar em cima do vocalista (Adam Brody). O que acontece quando uma não-virgem é sacrificada no lugar de uma imaculada? O demônio passa a habitar o corpo da garota. 


Sua melhor amiga, Needy (Amanda Seyfried), percebe que tem algo errado e escava informações pra entender o que aconteceu com sua melhor amiga e ícone de admiração profunda. É teen, é descolado, é indie. A trilha sonora é mais monstruosa que Jennifer e com leite condensado pra dar dor de barriga é o filme ideal pra assistir em grupo desde que você tenha mais de um banheiro.





4. Meninas Malvadas (Mean Girls) - 2004

Lembro que quando saiu e nos anos seguintes, todo mundo só falava desse filme no colégio. Não só falavam como marcavam de ver trinta vezes no mesmo dia. Eu, todo alienígena que era, nunca tinha visto e não sentia a mínima vontade. Como bom aprendiz de Marina & The Diamonds, ficava em casa queimando bíblias ao invés de ser a rainha do baile


Sério, tem pouco mais de uma semana que assisti Meninas Malvadas e não dei muita fé, não achei que algo maneiro pudesse sair da história de Cady (Lindsay Lohan), que morou na África e sempre estudou em casa e que agora teve de voltar para os EUA e se matricular no colégio como parte de uma "inserção social" guiada pelos pais. O problema, nós sabemos, é que as savanas podem ser bem menos perigosas do que o ensino médio.


Ninguém é amigável além do "gordinho gay" e da "roqueira lésbica", que logo se unem a ela num plano pra derrubar Regina George (Rachel McAdams), a diaba-extremamente-popular-só-não-tenho-iphone-porque-não-existe. O problema é que a cada vez que Cady tenta derrubar as mentiras e falsidades de Regina, ela se torna a própria Regina! É o famoso caso de que quando falamos muito mal de algo, talvez tenhamos um desejo enrustido.

O filme fala da prática do bullying e apesar de teen é bem encorpado por causa da comédia não-burra. Aposto que todo mundo na festa do pijama já deve ter assistido Mean Girls, mas não acredito que vão reclamar da escolha.




Esses foram os 4 filmes delicinhas pra curtir com a galera enrolada no edredom. Façam brigadeiro de panela e sintam frio até não aguentarem manter os olhos abertos. Aproveite que outono e inverno estão aqui na porta.

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos