Carregando...



Fotografia em Cemitérios


Ontem, quarta (29), postei um episódio do vlog falando sobre Cemitério, Morte, Vida e Suicidas e hoje venho trazer uma série de fotos inspiradoras num estilo que poderia ser categorizado como mórbido ou bizarro, mas que não passa de "misterioso" pra mim. Além de os achar lindos, cemitérios carregam umas simbologias interessantíssimas, histórias impagáveis e expressões fotográficas sem iguais. Tipo ame ou odeie.

Outro dia fui ao cemitério com o Begus. Foi no dia das mães, dia triste pra estar num lugar desses. Aí me toquei que o que me fez sentir mal não foi estar pisando em solo sagrado ou recheado de espíritos sem descanso. Me senti mal pela saudade daquelas pessoas que choravam sem parar.






Cemitérios agradam meus olhos, e sossegam minha alma, mas saber que muita gente foi parar lá por injustiças me deixa um pouco revoltado, meio puto. Só não consigo deixar de admirar as formas geométricas, os desenhos das sombras, a forma com que os arredores dos muros se tornam puro silêncio. 






São os contrastes. O vivo com o morto, a luz com a sombra, o medo com o sorriso. Minha paixão por cemitérios é imensa, mas não vai durar mais do que minha vida: depois de morto e repartido para todos aqueles que conseguirem usar meus órgãos, vou pegar foguinho. Não vai ter uma larvinha sequer comendo meu bumbum.






FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos