Carregando...



Fantasias Sexuais

Batman

Tudo que sentimos fisicamente é fruto de interpretações cerebrais de pequenos choques que acontecem no cocuruto. Se uma parte de nosso cérebro "morrer", podemos deixar de sentir dor, prazer ou empatia, por exemplo. Isso nos mostra como a preparação mental é importantíssima para tudo, inclusive para o sexo. Fantasias acessam novos patamares num relacionamento e é sobre elas que vou falar no post.

Não sou muito de contato físico quando falo de sexo. Não que dispense um abraço, boas pegadas, nada disso. Sou muito tátil, gosto de experimentar diferentes sensações, mas meu cérebro, mexer com o ambiente em que eu "acho" que estou, tem peso muito maior na hora de saber se vou ou não puxar a camisa pela gola e fechar os olhos.

Porque fujo da obviedade! Apesar de cultivar segurança em rotinas, não consigo aceitar um beijo pedido, não tenho vontade de partir direto pro sexo e clichês de comportamento não me atraem. É necessário gerar um climão. Tanto que as vezes em que mal pude me controlar foram em locais inusitados até pra mim (ai, o banheiro do 3º andar da faculdade...). 

Para alguns, gravar o ato sexual, fazer striptease, chamar um desconhecido pra cama, assistir o parceiro transar etc, é o necessário pra virar a noite de cabeça pra baixo. Tenho uma amiga que tem a fantasia de fazer com que vários caras a mordam até ficar roxo, até machucar. Nesse caso, a fantasia se torna pouco viável, já que o que a impede de realiza-la é a necessidade de estar "inteira" para outros dias de sua rotina, como trabalhar ou ir à faculdade.

Por isso, qual é o limite entre o normal e o dispensável? A resposta para essa pergunta sempre será saúde! Tem gente que se amarra em sexo grupal e uma das práticas comuns da masturbação mútua (com grande número de pessoas) é o bukkake. Já ouviu falar? É quando toma-se um "banho" de ejaculação de diferentes pessoas, aquilo que acontece frequentemente no pornô.

Mesmo que o bem-estar se encontre na lista de prioridades ao realizar fantasias, tomar conta do corpo e da saúde precisa estar no topo: precaução para não engolir gozo, evitar sexo sem camisinha (bareback) e por aí vai. Tem gente que gosta de chuva dourada (xixi) e outras brincadeiras classificadas como escatológicas (nojentinhas). 

Se jogar super-heróis no mix, pronto, tô louco. Também me amarro em escuro total e, se não fosse tãããão perigoso, sangue. Culpa de True Blood, admito, mas não teria coragem de fazer a não ser que fosse com um vampiro, claro. De resto, evito julgar, evito apontar: cada um faz o que quer. O negócio é ter responsabilidade e respeito, inclusive pelo parceiro.

Uma noite não vale para estragar a vida inteira, não importa qual fantasia seja.

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos