Carregando...



Para o 1º Emprego, Parte 5: Como Gastar o Primeiro Salário?


Uma das poucas sensações na vida dão memória tão marcante quanto receber na mão o primeiro salário! Depois de um mês com uma nova rotina, com toda uma mudança de hábito e, pra alguns, certo sofrimento, segurar o resultado do esforço em papéis que valem horas é insano! Com tanto money no bolso, no que gastar? Vem cá, vou te dar umas ideias...

1. DEFINA PRIORIDADES

O que você precisa mais? Calças novas? Ferrari? Levar a família pra jantar? Faça uma lista (sem preguiça) com o que você precisa mais no momento. Sabendo exatamente o que precisa, saberá exatamente com o que gastar de forma inteligente. E se for comprar roupas, leia este guia antes.


2. FUTILIDADES SÃO REALMENTE FÚTEIS?

"Você realmente vai gastar R$ 100 em chocolate?", costumo perguntar para o Begus. Ele é esse tipo de pessoa, dos que não economizam na hora de comprar comida. Sob meu ponto de vista, acho que gastar com bens perecíveis, como comida, muito fútil. Não digo com comida necessária pra sobreviver, como arroz e feijão, mas com besteiras.

No que gasto, então? Costumo pensar sob a perspectiva de investimento: "no que invisto, então?". R$ 50 que gastaria comprando porcaria no mercado, poderia juntar mais um pouquinho pra melhorar um aspecto de meu computador, por exemplo. Ou comprar um novo par de calças, que são bens mais duráveis, apesar de estéticos e, consequentemente, fúteis.

Então o fútil parte de ponto de vista, considerando pensar duas vezes: preciso mesmo disso ou é apenas um prazer momentâneo? Lembre-se que por ser o resultado de seu suor, você pode e deve gastar no que quiser, mas não menospreze seus esforços. Dê a si recompensas com vida mais longa.


3. AJUDAR OU NÃO COM AS DESPESAS DOS PAIS?

Assim que decidi trabalhar, mantive na mente o pensamento de que teria de lidar com minhas despesas, não mais minha mãe. Sendo assim, internet, produtos de cuidado pessoal, decoração e afins saem exclusivamente de meu bolso. Já que não posso sustentar a casa, anulo meus gastos ou os diminuo ao mínimo possível.

É questão de relacionamento, mais do que situação financeira. Pagar as próprias contas é aprender a desapegar daqueles R$ 300 que lhe dariam um box de Blu-ray Star Wars pra pagar seu miojo e conexão banda larga. É exercitar o dia em que seus pais não estarão mais aqui pra cuidar de você.

Mas pra que adiantar o futuro, né? Se seus pais estão de boa e você é bem resolvido, aproveite a mordomia.


4. POUPE!

Todo programinha de economia caseira ou qualquer velho inteligente diz a mesma coisa: guarde um pouco do que você ganha! Muitos recomendam pelo menos 10% do total recebido, e te digo que R$ 100 na poupança (ou debaixo do colchão) todo mês pode fazer grande diferença (e um salário surpresa).

Pode ser pra te segurar quando perder o primeiro emprego ou até mesmo pra comprar uma nova televisão pro seu quarto. Pode servir pra pagar tratamento de pele ou só ficar lá, guardado, até o dia em que algo realmente incrível aparecer para você investir seus guardados. 

Poupe dinheiro! É sério, poupe dinheiro! Gaste menos do que você ganha e seja feliz!


5. TEM MAIS DE ONDE VEIO ESSE!

Dinheiro vem todo mês, da mesma maneira que vai embora todo dia! Seja consciente com seus gastos, mas não se torne paranoico, não tenha medo ou pena de aproveitar aquilo por que você trabalhou pra conseguir! Mesmo que perca esse emprego (e não tenha seguido a dica número 4), você terá outros! Talvez não na mesma área, ou até passe a ganhar mais sendo promovido, mas vai ter outras chances.

Mais importante do que saber o que fazer com o primeiro salário é saber o que fazer com a sua vida, com seu futuro. Defina o tipo de vida que você não quer e articule isso. Não aceite um emprego que te encha de dinheiro mas não te dá chance de gastar ou sorrir. Não aceite uma vida de qual você queira fugir. 

Dinheiro não é tudo, mas compra coisas muito boas. Só que não existe preço do mundo que possa compensar o tempo de vida investido num trabalho, então faça o que te dá prazer. Não sobreviva apenas. Viva com tudo!


OUTRAS PARTES:

— Guia para o 1º Emprego, Parte 5 - Como Gastar o Primeiro Salário?

FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos