Carregando...



Como se amar mais, 1: Introdução

como+me+amar

Como todos os guias que posto, o que digo é baseado no que testei e funcionou pra mim. Não posso dizer que será fórmula do sucesso pra se amar em totalidade, mas é um pontapé. Até porque as dicas e reflexões não são inventadas por mim. Vieram de exemplos de pessoas que conseguiram gostar mais delas mesmas e permitir que outros o fizessem.

Uma das maiores razões pra nossa infelicidade é cultivar a sensação de que não fazemos parte de lugar nenhum. Daí, cresce um desejo de pertencer latente, onde certas pessoas até mudam ou aceitam gostos que não lhe são naturais para ter a falsa sensação de familiaridade. Os chamados "posers" são pessoas buscando aceitação. Dizem gostar de alface, por exemplo, mas só dizem que comem. No fundo, nem gostam ou conhecem tanto assim. Precisam se enganar pela sensação de fazer parte.

O ser humano é o único ser que possui a capacidade de mentir pra si. Todos os dias inventamos mentiras pros outros e para nós. Falando assim parece exagero, parece negativo, mas quando analisamos, percebemos que essa capacidade de se enganar pode ser útil para o desenvolvimento do amor próprio: a autossugestão. É com ela que vamos trabalhar, mas não a nível superficial. Você não vai tentar se enganar dizendo que está satisfeito com quem você é não estando realmente. Vai se olhar, se reconhecer e passar a gostar do que não dá pra mudar, e vai mudar o que não te agradar.

BELEZA É QUESTÃO DE OPINIÃO! O que é belo pra mim pode não ser belo pra você e vice-versa! Não há razão pra viver sob pressão de querer se tornar parecido com aquele modelo incrível da Vogue. Aquela beleza, além de manipulada no Photoshop (acredite, trabalho na área), é superestimada! Sabia que pessoas muito "bonitas" possuem mais chances de viverem sozinhas? Pois é, beleza demais intimida outras pessoas e, principalmente, quem é bonito. Sendo assim, eles não sabem se estão se aproximando por gostarem deles ou só por causa da aparência. Isso gera insegurança.

NÃO SE COMPARE COM OUTROS! Para de se torturar! Você é do jeito que é, e mesmo com toda plástica do mundo, pouco dá pra mudar de verdade. Se não gosta de suas espinhas, pode achar uma solução com dermatologistas. Se não gosta do peso, pode procurar solução médica ou estética. Mas seus olhos não vão mudar de cor, sua pele não vai mudar de cor, e em certos casos, seu peso não vai mudar. Sei que é ruim, mas já que não dá pra mudar, vai ter que aprender a usar ao seu favor.


Ao invés de viver a neurose de nunca ir à praia por medo de julgamento ou de nunca sair de casa pela quantidade de espinhas na cara, é muito melhor entender de onde isso vem. Sua insatisfação é por medo de não arranjar namorado? É por medo de julgamento? Ou é porque você tem repulsa ao que vê no espelho?

Esse guia vai mostrar como exercitar o amor próprio, que é um resultado da autoconfiança, palavrinha que consegue transformar sapos em príncipes. Quando em excesso, o príncipe vira um pé no saco e a autoconfiança vira soberba, mas a gente não vai cair nesse buraco. Os resultados serão dias aproveitados um após o outro, com menos estresse e mais qualidade. 


A partir disso, você vai perceber quanto tempo gasta à toa tentando fazer parte de um mundo recheado de gregos, troianos, egípcios e romanos: não dá pra agradar todo mundo. O único satisfeito contigo precisa ser você! Daí, também vai entender que a vida é curta e que não vale ficar parado no lugar esperando os resultados dos remédios de perder peso pra aproveitá-la. Só se tem sua idade uma vez, depois você morre.

Nas outras partes do guia, vamos conhecer e combater suas neuras, pra trabalhar na causa dos problemas. Também vamos entender nossas raivas e projeções, assim como entenderemos que defeitos não são totalmente ruins e qualidades não são totalmente boas, que sempre há preto no branco. E assim a gente vai seguir nessa jornada por mais tempo útil de aproveitamento de nós mesmos.


GUIA COMO SE AMAR MAIS

— Parte 1 - Introdução


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos