Carregando...



Quando nenhum amigo for virgem

amigo+virgindade

Se não bastasse o pesadelo do dia em que todos os amigos estiverem namorando e amizade comparecer em segundo plano (pelo novo direcionamento de atenção), outra mudança que pode causar estranheza é quando nenhum de vocês for mais virgem. Não que seja ruim, pois experimentar o sexo é natural. Mas não fica a sensação de que a inocência ficou perdida em algum lugar?

Transar não é pecado. Inclusive, se feito com plenitude e confiança (mesmo que você seja gouine), pode ser a prova de que é um presente maravilhoso da natureza pra gente. O que há no sexo de negativo são duas coisas: a burrice de quem não se preocupa com proteção e a sexualização de tudo que é dito e feito. É nesse último sentido, de sexualizar tudo que é visto, que essa chamada inocência dá lugar pra sagacidade incômoda, quando ninguém mais consegue assistir Tom & Jerry sem fazer associações safadinhas.


Ou quando seus amigos descobrem que sexo é bom, sexo é gostoso, e não conseguem aproveitar mais nenhuma social sem que haja uma vítima em potencial. É a mesma coisa de um cara que começou a beber tem pouco tempo: a diversão dele será baseada em quantos mil litros de álcool ingerir, não no clima geral. Ficam chatos, ganham medalhas de caçadores (pois é isso que sabem fazer agora, caçar) e fazem com que a amizade se torne pesada pela falta de opções nas conversas (principalmente pra quem é jovem idoso e já se sente deslocado).

Claro que não é regra e muita gente volta da experiência sexual com maturidade. Talvez o grande incômodo ao perceber que todos os amigos — e você — já transaram, é abandonar o cobertor do Homem-Aranha. Porque mesmo de barba, mesmo com seios imensos, poucas coisas que fazemos realmente nos tiram da categoria de crianças, de jovens. São ritos de passagem como o primeiro emprego ou a graduação na faculdade. Depois do sexo somos adultos irreparáveis, sem caminho de volta, mesmo que sua virgindade funcione de outros jeitos


Quando olhar pros amigos e ver que não só transaram, mas também evoluíram depois disso, bate o pavor de não poder conversar sobre "coisas bobas", um assunto estúpido, ou de se fazer decepcionar acreditando que nenhum deles pode ser divertir contigo porque não estão suando na cama. É um medo comum, vem pra quase todo mundo. 

A vida é mesmo dividida por fases e etapas. Assim como quando ganhamos um novo videogame e jogamos por horas seguidas sem querer fazer nada, vivências como a transa e o primeiro namorado também roubam um pouco mais da atenção. É justo oferecer esse espaço de tempo para que as pessoas aproveitem o que é novo e, depois de mais maduras quanto a essa novidade, deixar com que voltem tranquilamente pra rotina que vocês tinham.


Então deixe os ciúmes pra lá. Larga um pouco esse receio. Não vai ser o sexo que vai dizer se vocês são jovens ou um bando de chatos, mas sim a ignorância de achar que isso faz tornar ignorante. Pode ser que amigos se afastem, só não será por causa disso. Será porque a energia não é a mesma. O amor pode ser, aquela sensação de querer cuidar e abraçar, mas o que deixava o convívio dinâmico pode diminuir. Por isso, cada segundo contando histórias de cama ou contando os dias para o novo Pokémon precisam ser aproveitados com tudo.

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos