Carregando...



Ficar com alguém mais jovem?

namoro+jovem

Quando tá correndo contra o relógio, buscando estabilidade pras responsabilidades de "crescer", é que você se pega interessado(a) num possível romance com alguém mais novo. Todo raciocínio diz pra não seguir nisso, que não vai ter nada maduro pra absorver. O coração pede uma chance de tirar o preconceito e dar um pulinho de fé. Depois você não sabe mais o que fazer.

Parte da pressão de sair com alguém mais novo pode ter origem nas constantes citações à pedofilia, que a mínima acusação por ter 21 e ele(a) 16 vai iniciar a Inquisição com fogueira humana em praça pública e linchamento gratuito. Mesmo que vários adolescentes nessa idade já sejam mais libertinos que você, não faz diferença na maneira de olhar esse buraco enorme entre gerações. E sempre vai parecer estar brincando com os sentimentos de uma criatura que acabou de sair do ovo.


Às vezes vai perder a paciência pros problemas familiares de seu par, problemas que você já resolveu e hoje parecem tão fáceis que vão enjoar; vai sentir o estômago embrulhar quando te contar como foi o dia no colégio e como adora as aulas de física ou filosofia; e vai se sentir a pessoa mais velha da Via Láctea quando te convidar pra festa de 15 anos da irmãzinha. Esse monte de receio em como as pessoas vão enxergá-los como par partem do que você toma como vaidade, pois parece incerto um ser "tão mais evoluído", se responsabilizar por uma criança.

Besteira! Se tá lendo o DDPP nesse instante, posso apostar que você foi um jovem idoso aos dezesseis! Se foi, sabe na pele o que é ser tratado como criança tendo plena consciência de que é muito mais velho mentalmente que os próprios pais, e que sempre se sentiu ofendido quando aquele romance mais velho te dispensou por ser "jovem demais", mesmo que seus papos fossem diferentes do esperado na idade, maduros e menos instáveis que a maioria. 


A gente esquece como dói na lombar devolver o mesmo tratamento a essa pessoinha nova. Quando não queremos só brincar, despistando as preocupações do envolvimento massivo que alguém anos mais novo vai nutrir por você — que se tornará não só um romance, mas um objeto de admiração —, vamos nos afastar de nossa própria vontade de investir por complicarmos demais um objetivo simples: estar disposto a tentar

Responsabilidade e empatia não mudam pela pessoa ser mais nova. Se fosse da mesma idade, todo o cuidado para evitar mágoas seria o mesmo! Ainda assim a mamãe de fulano poderia implicar contigo e os chiliques na hora das brigas poderiam ser piores! Ao invés de escutar sobre o dia no colégio, teria que ouvir um monte de reclamações "adultas" sobre uma faculdade (que foi escolhida pra cursar) que não gosta de verdade! Ou do emprego chato e da vida monótona! Só trocamos miojo por macarrão!  


A grande diferença é a personalidade por qual você se apaixonou. Apenas vocês vão saber como é estar um com o outro! Nem todo mundo é pirralho e pensa como pirralho, assim como nem todo adulto age como tal. Desde que haja consciência de que é necessário respeitar e preservar o emocional de ambos, por que não ajudar esse adolescente a crescer e permiti-lo te ensinar também?

Importante frisar que pedofilia é crime! Qualquer tipo de abuso (sexual ou psicológico) com qualquer pessoa, em qualquer idade, é errado e nem um pouco apoiada pelo chefe da tribo, o Peter Pan! Se leu o post e se sentiu inspirado a caçar criancinha pra transar, peço que busque auxílio psicológico imediato! Com supervisão (que será em segredo absoluto), dá pra contornar a situação, ok? Busque ajuda!

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos