Carregando...



Postos de gasolina + fotografia analógica: pra fantasiar aventuras proibidas


O que tem de mais em fotografias de postos de gasolina e lojas de conveniência? É que, quando quero fugir dos problemas, sempre me imagino com alguém especial num carro, numa noite de verão fresquinha, correndo por uma estrada sem iluminação, caçando o próximo posto pra abastecer, comer porcaria, roubar chocolate e fazer check-in num motel qualquer. É a viagem dos meus sonhos.


flickr.com/photos/brionline

flickr.com/photos/rtsubin

flickr.com/photos/michaelmonaco

flickr.com/photos/blin-anthony

flickr.com/photos/rtsubin


Selecionei essas fotos porque me remetem a esse ideal de liberdade que a estrada traz (como mostrei com as motos), de sair sem destino ao lado de alguém que topou desaparecer comigo, dois rebeldes. Uma playlist foda de Majestic Casual vai tocar, a gente vai fazer o que sempre tememos e, posto após posto, viveremos um romance digno de Jack Kerouac. Um On The Road mais comportado, tão excitante quanto.


flickr.com/photos/schattenwerk

flickr.com/photos/blitzwuerfel

artblart.com/tag/ed-ruscha

edwintse.tumblr.com


Se a gente cansar do motel, vamos pegar uma garrafa de Campari e viraremos no gargalo, perto de um posto de gasolina abandonado. Depois de acabados de tanto álcool, não vamos dirigir. Primeiro porque sou chato, não deixaria isso acontecer. Segundo porque estaríamos morrendo de tesão e o local está escuro, iluminado apenas pelos faróis do carro velho (talvez uma kombi VW). A gente não vai precisar falar nada: nossas roupas estarão no chão antes disso. Estaremos um sobre o outro.



fade3photo.tumblr.com

flickr.com/photos/cdm

fantasystock.deviantart.com


Quando voltarmos pra cidade, não deixaremos os tentáculos do comodismo nos enrolar de novo. Desejaremos essa realidade nossa, esse mundo criado sobre rodas e guimbas de cigarro imaginários. Uma dimensão onde só existe o eu e o ele. Além de um monte de histórias que serão pra sempre nosso melhor segredo.  


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos