Carregando...



Masturbação atrapalha sexo real?

masturbacao+sexo+real

Sabia que tem gente que vicia na masturbação? De acordo com psicólogos/sexólogos, o vício de gerar prazer sozinho se desenvolve por insatisfações com parceiros ou neuras que impedem envolvimento sexual com outros (odeia o próprio corpo, é muito envergonhada etc). Dizem que masturbação é saudável desde que não substitua o modo convencional de praticar. Será mesmo?

Em partes, concordo que sexo solo não pode cobrir a falta de uma prática que não é mantida por essas neuras que falei aí em cima, ou seja, a pessoa tem vontade de deitar acompanhada, mas possui barreiras complicadas que a impedem. É um contentamento pouco esperto, já que ambas práticas se diferenciam muito (sério, sozinho e acompanhado são coisas muito diferentes). Não tem um melhor que o outro, vai de gosto e vontade.


Imagem: Hannah Laamoumi

Sexo virtual se caracteriza por estar com outra pessoa, mas distante, pela webcam, telefone ou escrevendo num chat (nunca ouvi falar de sexo através de sinais de fumaça). Não deixa de ser um joguinho de interpretação, onde cada ato é descrito a fim de gerar excitação em quem tá do outro lado e, consequentemente, em si mesmo. Só que aqui no post, quero abranger sexo virtual pra toda forma de se tocar (tem playlist pra isso) sem que outra pessoa precise estar fisicamente presente.

No caso, desenvolvendo vício nessa solitude gostosa, transar com outras pessoas se torna um fardo monótono. Afinal, na mente de quem tá "viciado", os pontos eróticos, a maneira de tocar e até a forma com que o ato se desenrola dentro de um roteirinho imaginário, são conhecidos apenas por ele. O parceiro, além de não conhecer tudo isso (porque não lê mentes), também entrega uma responsabilidade extra: ele também precisa sair satisfeito. Num chat tem a opção "gozei, adeus". Na vida real, agir assim é ser babaca.


Imagem: odysseyofmine.tumblr.com

Por isso, se alguém já experimentou sexo com outra pessoa mas não gostou tanto quanto fantasiar, assistir pornô ou se mostrar na webcam enquanto se masturba, não julgo: gosto é gosto. Intimidade é pessoal e intransferível, assim como os fetiches de cada ser humano (tem gente que adora meias, por exemplo). Quem somos pra julgar? Desde que a prática seja saudável e honesta, não há nada pra condenar — mas também não deixe de experimentar. Quem sabe não arranja alguém pra transar sozinho acompanhado?

se quiser se aventurar e tiver mais de 18 anos, é só acessar o Bate-Papo Uol, que sempre tem gente procurando fast-virtual-fuck. Também tem o Omegle para maiores (cuidado, você pode ver o que não quer). E sempre terá o Jogo do Pinto, porque ninguém é de ferro! Se for partir pra real, por favor, use camisinha!


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos