Carregando...



5 jogos improvisados pra festas

jogo+carta+bebida

Mesmo que essa época do ano seja feliz pros que pensam no carinho compartilhado acima da hipocrisia monstruosa dos encontros em família, pra outros é temporada de fuga, de correr pra longe. Por isso é comum meus amigos fazerem muitas sociais de uma vez, só pra não ficarem em casa depois da meia-noite. Que tal ideias de jogos de última hora pra esquentar?


Qual bebida usar?
A escolha da bebida é essencial para que a festa não acabe cedo. A mais leve, que vai fazer a galera aguentar bem, é cerveja. Se vocês forem hardcore, apostem em doses de vodca ou façam misturas legais com refrigerante. Se estiverem com o espírito sádico, tomem água. Isso mesmo, usem água como pagamento para quem perder. Além de entupir o estômago, faz mijar o tempo todo. É tortura.


1. Meu dinheiro, minhas regras
Conhece o "beer pong", aquele jogo que tem nos filmes universitários americanos onde os caras tentam acertar uma bolinha no copo dos amigos para deixá-los bêbados? Essa é uma versão parecida, mas muito divertida. 

Precisa de: Um copo baixo (de shot) e 1 moeda.
Como jogar: Coloque o copo numa superfície plana, sem obstáculos. Estabeleça uma ordem com os amigos. O primeiro jogador precisa quicar a moeda na mesa (ou chão) e fazer com que ela caia dentro do copo. Se acertar, joga outra moeda. Se errar, é a vez do próximo amigo. Vá anotando quantas moedas cada um acertou. Quem conseguir acertar 5 moedas tem direito de criar uma regra. Pode ser escrota, como "não falar palavrão" ou "não falar a palavra 'não'". Quem quebrar a lei, toma uma dose. A graça é que essas leis se acumulam, então a próxima pessoa que colocar mais 5 moedas no copo tem o direito de criar uma nova regra em cima da existente. 


2. Imagem & Ação pra quem não quer gastar R$ 80 no jogo
Sério, tá 80 pratas nessa época natalina. Absóóóórdo! Vou quebrar o sistema, decifrar a Matrix e entorpecer o Voldemort, porque tem uma maneira hiper barata de jogar o mesmo jogo, só que sem a chatice do tabuleiro (e com mais álcool). 

Precisa de 100 pedaços de papel e caneta.
Como jogar Em cada papel escreva um objeto, ação ou personagem/famoso (cadeira, coçar, jogar, bolsa, Jennifer Anniston, Maurício Mattar etc) e coloque no meio da mesa, num montinho virado pra baixo. Divida os amigos em dois times. Um representante por vez vai até as "cartas", vê o nome que apareceu ali e faz mímicas. Os parceiros precisam adivinhar em um minuto (marquem com os celulares). Quem perder, bebe.

***

3. Zorra!
Esse é pra gente barulhenta, então pense bem antes de jogar na casa da avó doente. Desperta o que há de pior nas pessoas quando o momento fica crítico. Aconteça o que acontecer, não use armas. Sério.

Precisa de: Voz e muita voz.
Como jogar: Digamos que vocês sejam 10 pessoas. Então vocês têm do número 1 ao 10, certo? O objetivo do jogo é contar do número 1 até o 10 com algumas regras. Pra começar, qualquer pessoa pode levantar para falar o número 1. Pra falar o número 2 é preciso observar pra ver se alguém vai levantar ao mesmo tempo que você. Se ninguém levantar, você levanta e diz o número. Assim vocês vão seguindo até chegar no 10. Ou seja, não pode levantar quando outra pessoa estiver de pé, se duas levantarem ao mesmo tempo elas terão que retornar aos seus lugares pra uma nova tentativa (ou outra pessoa ser mais rápida e levantar) e ninguém poderá falar duas vezes. A última pessoa que levantar, obviamente, perde. Vai dar briga.

***

4. Fui pra festa
Joguinho bobo pra testar a memória bêbada da galera.

Precisa de: Memória e imaginação.
Como jogar: Vocês vão criar uma historinha que precisa ser contada da primeira frase até a última. Exemplo: "fui na festa e levei bolo". O próximo amigo repete sua frase e dá continuidade: "fui na festa e levei bolo e a câmera". Assim vocês vão e vão. Quem errar, toma um shot.


5. Passa cartão
Não confunda com "passar cheque", faça o favor. Apesar da conotação sexual, a brincadeira é mais inocente que jogar Uno.

Precisa de: retângulo de cartolina ou cartão de visitas.
Como jogar: Usando apenas os lábios, tem que passar o cartão de boca em boca no círculo, "sugando". Quem deixar cair três vezes — além de dar selinhos — tem que beber, pagar mico ou ser expulso da brincadeira. Legal é jogar batendo palmas, começando devagar e acelerando, pro pessoal ficar nervoso e deixar cair o cartão.

***

6. Culatra
Quer gerar discórdia no Natal dos amiguinhos? A hora é agora, sente só!

Precisa de: papel, caneta, curiosidade pra saber os podres e honestidade para responder.
Como jogar: Escreva o nome de cada pessoa num papel, coloque num chapéu ou pote, sacuda e peça para que cada amigo tire um nome. Atrás do papel, peça para que escrevam uma pergunta bem cabeluda OU um mico, caso a pessoa escolha não responder. Coloque tudo de volta no chapéu/pote e tire um a um, perguntando em voz alta. Inútil, mas divertido.

***

Essas são ideias improvisadas para animar festinhas quando o clima descer. É só pra esquentar mesmo — e usar como desculpa pra sipar uns goles a mais.

Tem alguma ideia de jogo? Comente!

FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos