Carregando...



Como acampar? Guia básico para não-aventureiros

como+acampar
Experimente um final de semana!
Discípulos de Peter Pan - Como acampar? Guia básico para não-aventureiros

Há anos eu queria acampar, mas reunir gente a fim sempre foi difícil. Vejo outros fazendo isso, mas sempre envolvendo álcool e drogas e eu, sei lá, queria gente mais a fim de explorar que sentar pra beber. Decidi que acamparia sozinho. Até dois antigos amigos se juntarem. Vou te dar umas dicas de quem faz isso há muito tempo e de quem começou agora.

POR QUE VOCÊ QUER ACAMPAR?
Sabendo por que você quer se isolar, se por dois ou alguns dias, fica mais fácil encontrar gente na mesma sintonia pra evitar situações embaraçosas, estressantes ou bem chatas. Definiu se quer se esconder do mundo, curtir essa experiência ou só ter mais tempo pra explorar a natureza? Ótimo, vamos para a próxima.

ESCOLHA O LOCAL E O CLIMA
Aproveite que o verão está indo embora para curtir um final de semana acampando na praia, ou até mesmo montar uma barraca só para ter onde dormir num luau de sábado para domingo. É importante observar não só o local que vai acampar (se é seguro, se possui abrigos caso aconteça um apocalipse ou se, ao menos, é limpo) mas a meteorologia. Se houver tempestades, nada de ficar perto das árvores, por causa dos raios. Por mais que o calor esteja ameno no fim de fevereiro, começa o período de chuvas. Mesmo que sua barraca seja à prova d'água, acampar molhado é muito chato. Regiões praianas tendem a esfriar muito à noite e trazem tempestades do nada. Para isso, existe o Climatempo. Sempre. Fique. De. Olho.

CHAME PESSOAS CERTAS
Se seu objetivo é se isolar numa floresta e fumar maconha até dizer chega, só chame os amiguinhos maconheiros. Se teu objetivo for observar a natureza, fotografar passarinhos e dançar Florence + The Machine sob o luar, chame os bruxos. O segredo é deixar as intenções claras sobre o porquê de estar acampando e chamar gente com objetivo semelhante. Fica mais fácil de compartilhar a vibe e ficar confiante.

LEVE ÁGUA E COMIDA
Em casa você nunca fica com sede, né? Na trilha para a praia, na praia, na montanha ou floresta, você vai sentir mais sede do que nunca, justamente por não ter água nenhuma. Para dormir na Praia do Perigoso, aqui no Rio de Janeiro, levei duas garrafas de 1,5L, biscoitos salgados de pacotão, de maisena e doce, sem falar em sanduíches que devem ser comidos assim que chegar, senão estragam. Se cada um levar a própria água e comida, fica mais fácil dividir. Nada de amigo folgado que se entope, não sabe economizar ou não leva nada.

Imagem: stargazerslounge.com

BANHO? ESCOVAR OS DENTES? XIXI? COCÔ?
É, tem que pensar nisso se for ficar vários dias. O ideal seria acampar perto de uma fonte de água doce, pra não ter problema com água para usos sanitários e/ou para beber. Não deixe de escovar os dentes, tá? Gente com bafo na barraca é o fim, especialmente porque todo mundo abre a boca pra respirar. Já necessidades mais básicas como xixi ou cocô podem ser feitos em área isolada, onde possa jogar areia por cima (se xixi) e cavar um buraco fundo para esconder (cocô). Depois, a melhor opção é um banho. Dificilmente você vai querer defecar (falei chique) durante esses dias, mas a gente sabe que o corpo é maluco e diarreia é realidade.

QUAL BARRACA COMPRAR?
Barracas de dois lugares partem dos R$ 60,00 e vão subindo dependendo da marca e número de pessoas que ela comporta confortavelmente. Como você tá começando nessa onda de acampar, não invista mais do que pode pagar. Por quê? E se você não gostar de acampar? E se usar uma vez e ficar guardada depois? Comprei a minha por R$ 70,00 da Mor, de dois lugares, e quebrou um galhão! Três pessoas dormiram aí (muito desconfortável, mas dá) e ela ventila bem. Em breve farei um posto sobre a montagem das barracas e algumas dicas para firmamento, mas verifique se é à prova d'água. As mais baratas não são.


Barraca para duas pessoas

Para fechar e o post não ficar imenso, leve um saco de dormir (por volta de R$ 50,00) ou colchonete de enrolar (R$ 20,00) para não deitar diretamente no piso da barraca, senão machuca por causa do chão. Ou um coloque um edredonzinho e um travesseiro. É bom levar pouca coisa porque a mochila pesa menos, especialmente se tiver de atravessar trilhas. 

Sobre roubos e assaltos, imagine o seguinte: você andou em uma trilha de 40 minutos pra chegar no local, ok? Quem vai roubar sua barraca e carregar as coisas dela por 40 minutos de volta pra civilização? Então relaxa. Roubos são raros, mas é preciso conhecer o histórico de onde vai acampar. Não leve coisas de valor, para não ficar paranoico, marque no mapa para onde você e os amigos irão e levantem do computador agora! A vida está acontecendo lá fora e esse restinho de verão está aí pra provar isso!

Aqui um checklist básico com boas ideias. Faltou algum item na lista? Fala aí nos comentários!

Conheça o projeto


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos