Carregando...



Como formatar (diagramar) livro ou ebook: o básico

Leia mais sobre livros

Esse manual vai servir como a quinta parte do guia como escrever um livro, aqui do Discípulos de Peter Pan. Se já terminou sua obra e decidiu que publicá-la de maneira independente pela KDP da Amazon ou numa editora como a PerSe ou Clube de Autores (ou até para enviar às editoras maiores), é hora de transformar rabisco em livro.



Chegou o momento de fechar seu livro para publicação! A formatação (ou diagramação) é um dos processos onde escritores independentes mais pecam, pois a qualidade da leitura é influenciada diretamente pela disposição do texto na página. Ou seja, formatar/diagramar é distribuir com harmonia os elementos do livro, pensando na facilidade que o leitor terá ao pegar tua obra pra ler.

Nesse guia básico, vou dar pinceladas necessárias para a publicação de duas formas: digital por e-book e a física, a que estamos mais acostumados. Por isso, deixe por perto os livros já lançados por autores do mesmo gênero que o seu. Servirão de referência visual para matar dúvidas e implementar o que produzimos.


elementos básicos

Todo editor de texto possui ferramentas e opções muito semelhantes, como se todos falassem a mesma língua. Se usa o Microsof Word ou LibreOffice (recomendo o último, pois é gratuito, mais leve e faz a mesma coisa), vai dar no mesmo. Entendendo para o que essas ferramentas e comandos servem, não haverá mistério. 


Por mais que tenhamos diferentes opções de editores de texto, eles seguem a mesma fórmula, mudando apenas o lugar das ferramentas. Em paginação, podemos controlar o tamanho do papel (área imprimível, mesmo que digitalmente), margens, rodapés, colunas etc. 



Outro componente que merece atenção total é o controlador de parágrafos. Aqui definimos o recuo do corpo de texto, a primeira linha, espaçamento de linhas, letras capitulares, alinhamentos e estruturas gerais.



Sabe aquela barrinha ao lado das configurações de tamanho, cor e atributos das fontes (letras) que todo mundo ignora e que sempre tá escrito algo como "estilo padrão" ou "corpo do texto"? É uma das ferramentas mais legais na hora de definir atalhos para os títulos dos capítulos ou pré-definir um layout aplicável com apenas um clique.

Nessa barrinha, geralmente encontramos estilo prontos: "Estilo padrão", Corpo de texto", "Título", "Subtítulo", "Título 1", "Título 2" etc. Quando você escreve o texto cru, sem aplicar nenhum estilo, ele é só um monte de caracteres espalhados na página. Imagine que o título do seu livro, o título de cada capítulo e o sumário são casas, ok? Sem nenhum estilo aplicado, eles não têm endereço. Agora imagine os leitores/editores de texto como os correios: sem endereço não fica mais difícil encontrar as respectivas casas? Aplicando estilos, definimos endereços para essas casas, o que facilita a localização e construção de índices, hierarquias e afins. Falarei (bem mais) disso em outros posts.



Você vai me ouvir falar muito disso ainda. Quebras dizem para o editor/leitor de texto que você terminou um bloco de texto e que começará a escrever a partir de outra página. Sendo assim, nada de apertar "Enter" até chegar nessa outra página. Terminou o capítulo? Vai começar o próximo em outra folha? Insira uma quebra de página. Assim ficará padronizado para todo leitor de texto não bagunçar com teu trabalho.



Se você deu "endereços" para todas as "casas" do arquivo, criar um sumário é a coisa mais fácil do mundo: o editor de texto faz isso por você, é só pedir. Criar sumários para livros digitais da Amazon é meio que pesadelo, por isso também terá um post próprio futuramente. Em geral, é mole.


formatação ebook (livro digital)

Nos próximos posts vou falar melhor sobre as opções virtuais de autopublicação, mas uma das melhores características dos e-books é que o tamanho das fontes e espaços não são fixos. Dependendo do aparelho que é usado para ler (tablet, kindle, smartphone, computador etc), o leitor pode aumentar as letras, os espaços, a disposição das colunas e até a cor de fundo da página. Por isso, a preparação de um original para publicação digital é menos rígida.

Sobre um garoto que beija garotos

PÁGINA qualquer formato funciona. Costumo deixar em A4 mesmo, que é padrão.

MARGENS deixo no padrão também (aqui no LibreOffice é 1,5cm)

FONTE uso a padrão Times New Roman, apesar de que, quando o arquivo é convertido para encaixar no formato do site onde será publicado, a fonte deles se torna padrão, substituindo a que escolhemos. O tamanho não faz diferença, deixo no padrão (12).

RECUOS E ESPAÇAMENTOS no texto em si, o recuo da primeira linha fica em 0,5cm + alinhamento justificado pra esquerda. Na folha de rosto ou de agradecimento, o texto continua justificado, mas sem nenhum recuo. O estilo das folhas de apresentação (como a de rosto, agradecimentos, introdução) podem ter estilo diferentes do texto da história em si. Vai de gosto e boas referências. A minha fica assim:


QUEBRA DE PÁGINA uso no fim de cada capítulo ou para começar texto em outra página. É extremamente importante utilizar a quebra de página, não apertar "Enter" até a próxima folha. O espaço que a tecla "Enter" cria pode desconfigurar seu livro quando o leitor quiser aumentar ou diminuir o tamanho da fonte na hora da leitura. As quebras de página impedem que isso aconteça.

HIPERLINK o diferencial dos livros digitais é a possibilidade de inserir links para websites dentro do texto. Não recomendo usar dentro do livro em si, mas na folha de rosto, onde você coloca suas formas de contato e sites. 


formatação livro físico

Editoras que publicam livro fisicamente, sem nenhum custo, produzindo cópias de acordo com as unidades compradas no site, geralmente oferecem templates para que você adeque seu original e faça o upload no sistema. O formato mais comum é A5 (folha A4 dobrada ao meio), mas alguns sites fogem dos padrões com números ligeiramente diferentes (por um ou dois centímetros a mais ou menos para o tamanho do A5). O que apresento aqui é uma configuração universal, só pra você ter uma ideia.

Os Hereges de Santa Cruz

PÁGINA A5

MARGENS 2cm para esquerda, direita, em cima e embaixo.

FONTE Adobe Garamond Pro é uma ótima opção, mas sempre opte por fontes serifadas (que são ASSIM, não ASSIM). Tamanho 11/12 é uma boa opção.

RECUOS E ESPAÇAMENTOS 0,5cm na primeira linha do parágrafo, justificado para a esquerda.

QUEBRA DE PÁGINA não interessa se a publicação vai ser digital ou física, pois inserir quebra é importante para toda formatação. Acostume-se a usar mais.

___________

Nas próximas terças vou falar melhor sobre opções de publicação independente, o caminho que segui com Os Hereges de Santa Cruz e que seguirei com o Sobre um garoto que beija garotos, que sai em maio. Nos próximos tutoriais também vou ensinar a inserir sumários para versões digitais, converter e exportar diferentes formatos de publicação e coisas do tipo. Espero que ajude!

Conheça meu livro!

como escrever um livro:

Pesquisa | Parte 2
Revisão | Parte 4

FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos