Carregando...



Como masturbar sem sujar: injaculação

masturbar+sem+sujar

A descoberta sexual significativa nos meus 21 anos de existência: homem pode ejacular para dentro do próprio corpo. Apresentada a mim através de um amigo, a possibilidade de gozar sem nenhuma sujeira é, no mínimo, interessante. Parece esquisito à primeira vista e fui cético quanto à maneira simples com que isso pode ser feito, mas vou te ensinar agora como funciona.

Imagem: flickr.com/photos/-mrgt-

Quem diria que o sonho de todo garotinho tarado pelos 14/15/16 anos é real? É possível gozar sem sujar! Assim como o bareback (sexo sem camisinha), jorrar litros e litros de sêmen faz parte da idealização sexual fetichista. Associamos a ideia de prazer com representações físicas exageradas, como gemidos em excesso ou ejaculação, inclusive para as mulheres. A culpa é dos pornôs. Ou seja, para que a noite tenha valido a pena, é necessário finalizar o coito com uma esporrada. E assim como apareceu a gouinage, a injaculação pode avisar que os tempos estão mudando...


o que é injaculação?

É, literalmente, gozar para dentro. Pressionando uma área debaixo do saco escrotal com as pontas dos dedos, é possível bloquear o caminho do sêmen, desviando-o. Para alguns, a realidade é que o gozo apenas segue caminho para a bexiga e de lá sai na hora de mijar. Já para outros, o sêmen retorna para o corpo e é reabsorvido pelo sistema reprodutor, evitando o cansaço característico após o orgasmo, perda de vitaminas e, obviamente, uma melecada total.

Imagem: flickr.com/photos/-mrgt-

é seguro não gozar pra fora?

Era minha preocupação. Afinal, faz mal bloquear a passagem do sêmen na hora da ejaculação? Não consegui encontrar nenhuma análise médica objetiva que afirmasse se faz mal ou não. O que a gente sabe é que masturbação casual ajuda a diminuir os riscos de câncer na próstata, já que a reserva de sêmen é renovada toda vez que você goza.

Com a injaculação, a gente goza, só que o fluido não percorre o canal do pênis até a saída, apenas retorna para o sistema ou é levado até a urina. Sendo assim, a ideia de que a diminuição de câncer na próstata acontece com ejaculações esporádicas continua valendo. Muitas pessoas também contaram de seus casos praticando anos e anos de injaculação e nenhum mal foi relatado. A prática, aparentemente, é saudável.


como se masturbar sem sujar?

Não tem segredo, pois a masturbação continua a mesma. A mudança acontece na hora que você sabe que vai gozar, quando seu corpo contrai e o orgasmo chega na porta: é necessário pressionar uma área abaixo do saco escrotal. Se colocar a mão no saconildo agora, vai descer um pouquinho até uma área macia, que parece massinha de modelar. Aperte um pouco. Sentiu? É esse o ponto.


Na hora de gozar, segure essa área e solte só depois que a onda do orgasmo passar. Caso solte antes, é possível que um pouco de sêmen escape. O gozo não acumula como se realmente estivesse bloqueando a passagem dele, dá pra sentir que vai pra outro lugar. Tanto que pra tirar a prova real você pode fazer xixi depois. Se a urina sair turva, esbranquiçada e um pouco mais grossa, é porque teu gozo foi pro canal urinário. Se sair limpinha, você tá no caminho certo.


sinto menos prazer com a injaculação?

Ao contrário. O corpo humano é composto de vários pontos sensíveis. Alguns deles são inerentes a todos os indivíduos de certo gênero. Outros são pessoais, aqueles "pontos fracos". Essa área que apertamos para desviar o sêmen é um ponto inerente a quase todos os homens. Nas primeiras experimentações, o orgasmo parecerá mais intenso, já que além da masturbação em si, a área pressionada é sensível e dará a impressão de que uma segunda alavanca de prazer foi acionada, fortalecendo o orgasmo.

É sério! A injaculação não destrói em nada a prática que você já conhece, apenas oferece uma nova gama de explorações — acompanhadas também, por que não? Sem falar que o cansaço proveniente do esforço que seu corpo faz para ejacular é diminuído. O êxtase do orgasmo ainda vai existir e você vai querer dois minutos de pausa ao invés dos dez normais. Isso porque seu corpo parece não perder nutrientes, então não precisa repô-los, o que leva tempo.

Imagem: flickr.com/photos/108513664@N04

se é tão bom, por que ninguém faz?

Eu não fazia ideia de que era possível até ler a matéria na Vice. Nenhum dos meus amigos sabia também. E como falei no início do artigo, a gente tá condicionado a achar que o prazer só acontece quando tem (a) penetração (b) barulho (c) sujeira. Isso só é ruim quando nos impede de enxergar além dos limites, gerando mulheres que não se masturbam por não levarem a complexidade do corpo a sério (sem falar nos medos sociais/religiosos), homens que as tratam como buracos de sinuca e que são complexados com o tamanho do pau.

O sexo toma-que-toma é apenas um tipo de expressão corporal e sentimental dentro de muitos outros métodos, com outras partes do corpo e novos ângulos. Entender o sexo e desmistificá-lo como algo errado é tornar todo mundo consciente dos riscos, prazeres e respeitos acerca do entretenimento pelado. É tirar da mente a transa furtiva e incentivar bons instantes sem arrependimentos, sem arruinar vidas ou, no mínimo, sem apressar o que fica melhor com quanto mais tempo temos disponível.

Quer entrar no clima? Fiz uma playlist pra masturbação, dá uma conferida e vai testar esse negócio. Se você não tiver vergonha de se autoexplorar, conta nos comentários sua experiência.


leitura adicional

- Pornô é tabu?
- O que é gouinage?
- O que é bareback?
- Excite meu cérebro antes do meu corpo
- Sexo virtual atrapalha sexo real?


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos