Carregando...



Não chore porque acabou, sorria por ter acontecido

nao+chore+fim+sorria+aconteceu
Aproveite o momento!
Quando postei sobre o taurino que conheci no Grindr, perguntaram se não fiquei chateado por ele ter me excluído do Facebook sem mais nem menos. Sinceramente? Não. Isso porque sigo uma filosofia que mudou minha maneira de encarar a vida: não choro pelo fim, mas sorrio por ter acontecido. Quer saber como?
Não chore porque acabou, sorria por ter acontecido

POR QUE O FIM MACHUCA?
Porque a ideia de não conviver (possivelmente nunca) mais com alguém, mexe com tudo que conhecemos por realidade. Quando namorando, a paixão é a única verdade. Quando alguém morre, a inexistência física é uma mentira. Aceitar mudanças tão drásticas nas bases sobre quais construímos expectativas ou precisamos para abastecer nosso humor, não é mole. Se existe sinônimo para "pesadelo", seria "fim".

SUA ESCOLHA
Passamos tempo demais dando valor às situações que não deveriam receber atenção em excesso. Quando uma pessoa querida sai da nossa vida, temos a reação natural de querê-la de volta, sentimos que nada fará sentido de novo. Nisso, damos valor à falta, não ao presente que foi conviver com ela enquanto em nosso cotidiano. Sabendo que sentiria tanta dor pela partida e tivesse chance de voltar ao passado, você:

(a) teria conhecido essa pessoa de novo, porque valeu a pena;
(b) daria um jeito de evitar a futura mágoa fugindo desse encontro?

Se sua escolha foi (b), você abdicaria de todas as boas recordações por medo de, um dia no futuro, perder quem ajudou a construir memórias imortais?

como+superar+luto+morte+falecimento

SUPERPODER CHAMADO AGRADECIMENTO
Términos não são doces, mas podem ser sutilizados com a ideia de que nada fica para sempre — além de lições e lembranças. São elas que importam para que você se torne quem é. Voltando ao exemplo do taurino, em vez de ficar triste por ele não ter dado abertura a um relacionamento que poderia ser maravilhoso, fiquei contente por saber que ele havia se tornado, ao ir embora, uma história que eu compartilharia. Virou lição de que pessoas incríveis existem aos montes, que meus iguais estão por aí, que simplicidade é chave pra felicidade e que não posso criar expectativas acima da realidade. Em vez de esperar um futuro, agradeci e aproveitei cada segundo do presente. Me senti satisfeito por ter vivido um momento sem igual.

COMO "SORRIR POR TER ACONTECIDO"?

Aproveite o agora até o talo — pare de criar expectativas exageradas!

- Quando vier a perda, não a mascare: sinta! Identifique e a admita.

- Em vez de pensar como sua vida será uma merda, lembre do eterno que essa pessoa ensinou, do que está tatuado na sua alma.

- Não lembre com nostalgia dolorosa. Lembre com leveza, coisas que despertem sorrisos;

Deixe de lado palavras que se arrepende de não ter dito, as feias que disse ou o "e se..." do que poderia ter feito. Não vale se martirizar pelo impossível de realizar agora;

Você nunca achará alguém igual a quem perdeu, mas encontrará pessoas diferentes que te preencherão de novas maneiras — se mantenha aberto;

Agradeça, elogie e ame agora, sem medo de julgamentos. Se arrependa do que fez, não do que não fez.


Tem alguma dica? Vai colocar em prática?
Diga nos comentários e marque os amigos!


FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos