Carregando...



Quer se matar? Conheça o CVV antes — Centro de Valorização da Vida

O apoio que você precisa.
Se cometer suicídio é uma ideia recorrente pra você, preste mais atenção aos seus sentimentos. A distância entre considerar e cometê-lo pode não ser curta, mas também não é longa. Antes de qualquer atitude drástica, conheça o CVV, Centro de Valorização da Vida, ONG dedicada não só à prevenção do suicídio no Brasil, mas ao oferecimento de ombros pra chorar.



O QUE É CVV?

É uma ONG (organização não-governamental) composta por voluntários que passaram por situações como a sua e estão prontos pra conversar contigo sobre qualquer coisa, sem julgamentos, através do telefone, e-mail, Skype e chat no próprio site. É uma das mais antigas ONGs brasileiras, formada em 1962 e associada ao Befrienders Worldwide (união de apoio emocional antissuicídio).


POR QUE EU DEVERIA LIGAR PARA O CVV?

Como aconteceu comigo, o processo que nos leva à decisão final vem acompanhada por três expressões críticas de sentimento:

Nulidade: quando, antes do ato, passamos por um processo de apatia geral em relação aos próprios sentimentos — e em como nossa atitude vai reverberar nos outros. É como se nos tornássemos neutros à qualquer coisa, inclusive ao medo de morrer. Fiquei assim nos três dias anteriores à minha tentativa.

 Euforia: é o oposto da nulidade, quando sentimos medo, amor, desespero e intensificamos inconscientemente todas as emoções antes do ato. Enquanto na nulidade a pessoa se mata com certa "paz", na euforia há crises de choro, de arrependimento, de dúvidas e sensações mistas acontecendo ao mesmo tempo (quase sempre tarde demais).

 Isolamento: é o sentimento comum a qualquer suicida, a sensação de estarmos à parte de outros seres humanos e/ou ambientes. Sentimos que não há com quem conversar, tememos julgamentos e enterramos demônios vivos, que escavam a pele e repetem no ouvido como o mundo é diferente de nós.

Ao ligar para o CVV, podemos conversar com um amigo que nunca vai saber quem somos, que não vai tentar "nos curar", mas ouvirá qualquer coisa que queiramos contar. Se a gente quiser, esse amigo vai oferecer uma perspectiva diferente da que enxergamos (e sabemos que perspectiva faz toda diferença).

me+matar+solidao

ROLA VERGONHA, NÃO ROLA?

O impedimento maior no meu caso foi a vergonha. Em segundo lugar, a convicção de que eu morreria e ponto, acabou. Mas sobrevivi à minha tentativa de suicídio e o peso dessa atitude me assombrou com mais vergonha nos primeiros dias. Depois li direitinho sobre o CVV e, cara, se eu tivesse ligado, as coisas poderiam ter sido muito diferentes.

Vejo que tive sorte de sobreviver e aprender tantas lições da maior tempestade de minha vida, mas se eu pudesse falar comigo há alguns meses, talvez anos, teria dito: "Enrique, esqueça a vergonha. Você tá querendo salvar sua vida e tem um monte de gente ESPERANDO que você queira se salvar. Então chore, mas ligue pros caras".


E SE NÃO QUISER LIGAR PRO CVV...

Pode conversar comigo! Recomendo o CVV porque o trabalho deles é mais direcionado que o meu, e os voluntários estão de plantão esperando por sua ligação, enquanto eu demoro alguns dias (muito infelizmente). Mesmo assim, você pode me encontrar nas seguintes redes sociais:

 discipulosdepeterpan@gmail.com

centro+valorizacao+vida+cvv+suicidio

FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos