Carregando...



Encantados + Rat Blocs: ebooks da semana

encantados+rat+blocs+livro+resenha
Livros bons e baratos.

Depois que comentei sobre meu vício em ler no celular (através do app Kindle para computadores, smartphones e tablets), decidi comentar sobre obras que amei. Grande parte provém de autores independentes, que vendem os títulos a preço de banana, mas são cheios de qualidade! Hoje trago um livro com temática gay e outro mais político (com muito bom humor).

***

ENCANTADOS

Autor: Yule Travalon
Prós: criativo, sexy, divertido, gay
Compre na Amazon

Bela & A fera, Cinderela, A Pequena Sereia, Chapeuzinho Vermelho, a Branca de Neve e Rapunzel ganham versões masculinas, adaptadas ao nosso mundo — e, mais legal, gay. Sério, imagine se as princesas da Disney e as mocinhas dos contos de fadas fossem meninos que gostam de garotos? Isso acontece em Encantados, com histórias de cinco amigos, com rumos e problemas diferentes, que desenrolam aventuras românticas (e safadas) dignas de livros mágicos. 

Possui cenas para maiores de dezoito anos, com sexo, fetichismo e linguagem natural, e é isso que destaca Encantados. Não é pornô, é erótico! Um conto de fadas erótico, tem coisa mais divertida? A leitura é fácil, jovem e não poupa reflexões sobre o estereótipo gay — seja qual for. Yule (Travanás) também escreve para o blog da página Bruxaria Hipster, então tem um monte de referências sobrenaturais na obra (como tarot)!


RAT BLOCS

Autor: Enki Jr.
Prós: inteligente, engraçado, reflexivo
Racabolão é dono de um depósito de queijos. Só que o cara é tão safado que em vez de contratar seguranças para proteger o local, deixa apenas um vigia e paga um monte de ratos (com queijo) para tomarem conta. Quando um fiscal sanitário encontra o defunto de um rato, os roedores se revoltam e buscam os direitos que tinham como trabalhadores do depósito. Daí pra frente só dá merda.

É muito bem-humorado, faz analogias sociais muito maneiras e tanto as descrições quanto diálogos, as identidades das personagens, o surrealismo familiar da trama e a narrativa descontraída, são peças fundamentais pra eu ter gostado tanto do livro. A revisão está ótima também, limpa, deixando o texto fluir. Gargalhei boas vezes e fui incitado a refletir sobre como é ser humano em outras. O final é interessantíssimo e, juro, o livro vale a compra! Ah, pode parecer, mas não é bobo não. É pra quem gosta de pensar!

Costuma ler pelo app Kindle? Qual foi seu melhor livro da semana?Compartilha com a gente nos comentários!

Como+usar+Kindle+PC+livros+graça15+vantagens+livros+digitais5+livros+gays+curtosComo publicar livro sem editora
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos