Carregando...



Como ignorar pessoas

Discípulos de Peter Pan - DDPP - Como ignorar pessoas

Não há nada pior do que ser ignorado! O guia de hoje é para te impedir de gastar saliva com quem não merece!

Fui um garoto brigão. Se davam motivos, eu adorava entrar numa discussão, levantar a voz e esperar pelo momento ideal para cair pra porrada. Com o passar dos anos, percebi que violência física ou verbal não levam ninguém a lugar algum, e a dor que causava com isso era temporária e ignorável. Disso, aprendi que se alguém me incomoda e não a quero na minha rotina, não vai ser na briga que vou expressar isso, mas sim no silêncio.

POR QUE IGNORAR ALGUÉM?
Quando falo de ignorar não é como se você fosse uma líder de torcida popular excluindo os nerds por sadismo. É quando alguém faz tão mal que só discutir não melhora nada, só torna tudo mais difícil de segurar. Ignorar é uma ação de amor próprio, quando você decide que alguém não terá o poder de te magoar. Pode ser um namorado que te sacaneou várias vezes, pais que só sabem criticar ou amigos que alfinetam para machucar. Ignorar é colocar essas pessoas tóxicas em cabines de vidro seladas a vácuo — e esquecê-las lá!

COMO IGNORAR ALGUÉM
A arte de ignorar aquilo que nos faz mal leva anos para ser aprimorada, mas o primeiro passo é o mais importante:

Decida-se
Você quer ignorar para a pessoa sentir sua falta e perceber que precisa voltar para seus braços? Ou quer viver melhor sem alguém venenoso destruindo seu emocional? A diferença entre as duas situações é que a primeira significa que você está carente de atenção, enquanto na segunda você percebe que a pessoa não pode fazer parte do seu cotidiano, mas fica pendurada na sua árvore como um fruto podre que não cai.

Escolha
Quando você percebe que a pessoa é esse fruto podre que não quer cair de jeito nenhum, seu corpo mudará o padrão de comportamento. Compreendendo o mal que o outro lhe faz, vai evitá-lo progressivamente, a ponto de ter nojo de conversar, se calar em vez de gritar para defender sua posição numa briga sem sentido ou se estressando porque fulaninho ficou puto. Seu autoamor e autoestima vão subir aos níveis ideais, assim como sua paz.

Aja
Não discuta. Compreenda o poder do silêncio, pois discutir com alguém que nunca vai mudar não vai mudar nada, literalmente. Não ligue, não chame, não olhe, não nada! Educação a gente pode ter, mas se a pessoa agir com agressividade às suas tentativas de dar "bom dia", entre no modo radical e não fale absolutamente nada. Evite-a de todas as formas, pois vai chegar o ponto em que você não terá de fazer o mínimo esforço: a pessoa deixará de existir.

FALE POR ATITUDES
Sabe aquelas novelas em que o cara diz que nunca mais quer ver a mulher, mas nem o telespectador acredita? Só falar não muda situação — mesmo que palavras pesem e precisem ser utilizadas com cautela. O que muda são atitudes. Em vez de avisar que você vai desaparecer da vida de alguém, suma de uma vez. Deixe a pessoa perceber que você se foi aos poucos — o que leva tempo. É nesse tempo que você vai se curar, se tornar mais independente depois de chorar o que tiver de chorar.

Ignorar é um superpoder que precisa ser usado com cuidado, pois magoa. Você sabe que ser ignorado é ruim, então só faça isso às pessoas que forem realmente destrutivas e cruéis, jamais contra inocentes desavisados que são apenas o que são. Simpatia e educação sempre serão mais bonitas e interessantes para seu emocional que o cultivo da nulidade ou ódio. Ame antes. Se não der certo, não odeie ninguém.

Apenas ignore.
Você já usou esse superpoder? Comente!
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos