Carregando...



Pergunte a um garoto: ereção descontrolada, verrugas e inimizade

Veja mais perguntas
Quarta edição!
DDPP - Pergunte a um garoto: ereção descontrolada, verrugas e inimizade

Sabe aquela dúvida que você sempre teve mas nunca perguntou pra ninguém por vergonha ou por achar que ninguém poderia ajudar? Que tal peguntar a um discípulo? No caso, eu, Enrique! Na coluna Pergunte a um garoto, suas questões sobre sexo, beleza, comportamento e qualquer coisa podem ser respondidas! Quer enviar uma dúvida? Escreva "Perguntas" no assunto do e-mail e envie sua pergunta para discipulosdepeterpan@gmail.com!

***

Existe algum jeito de fazer meu pinto parar de ficar duro o tempo todo? Sempre que estou no ônibus fico excitado do nada. Às vezes vejo alguém bonito passar e às vezes estou quase dormindo quando preciso ficar escondendo a ereção, é do nada mesmo! Pior que pra levantar e descer do ônibus é um pesadelo. — Antônio, 17

Cara, aconteceu comigo dos 15 aos 19 anos! Sabe qual era o mais estranho? Eu não tinha vontade de transar com ninguém, era coisa do meu corpo mesmo, que dava e passava. Aos 17 anos seus hormônios estão loucos, então é normal acontecer. Para amenizar a vergonha e controlar o endurecimento do seu músculo masculino, pense em coisas "brochantes". Eu pensava nos almoços com minha mãe, o sorriso da minha avó ou eu brincando com minhas cadelas. Enquanto eu me distraia com coisas nada sexuais, a ereção diminuía e eu conseguia descer do ônibus sem ser linchado por passar o peru em alguém...

Sou cheia de pintas que se parecem com verrugas, pois são altas. Tenho muita vergonha do meu corpo por causa disso. Minhas costas são horríveis! Acho que meu maior problema para não transar com alguém é essa vergonha. O que eu poderia fazer para me sentir melhor comigo? — Lívia, 20

Não vou mentir: não tem antídoto instantâneo para começar a amar cada "defeito" do seu corpo. Se tivesse e eu soubesse a fórmula, estaria de férias nas Bahamas tomando martini no meu iate. O que eu fiz para apreciar meus defeitos — ou conviver com eles — foi aceitar que minha personalidade é o verdadeiro motivo por qual as pessoas se aproximam. Se alguém se apaixonar por minha personalidade, não preciso ficar neurado sobre minha aparência a ponto de nunca tirar a camisa ou achar que estão me julgando pelo tamanho do meu nariz. Se alguém se ligar apenas em minha aparência, por que ficaria com essa pessoa tão fútil? Alguém que eu não me sinta confortável? Não vale a pena, né? Recomendo ler esse texto e caso suas verrugas/pintas incomodem muito, procure um dermatologista e converse sobre remoções cirúrgicas.

Eu e minha melhor amiga tivemos uma briga que começou boba, mas hoje se transformou numa tragédia. Toda vez que a gente se encontra ela me alfineta e eu não sei o que me dá, porque a alfineto de volta. Temos o mesmo grupo de amigos, então parece uma guerra fria e todo mundo fica incomodado. Isso tem me feito mal, então pensei em pedir desculpas e acabar com isso, mas meu orgulho me dá vontade de fazer ela desistir primeiro, então não sei o que fazer. — Lucas, 17

Deixa seu orgulho para lá porque paz é motivo bom o suficiente para isso. Vocês não precisam ser amigos de novo, muito menos fazerem tranças no cabelo um do outro. O que precisam é se respeitar e superar essa picuinha. Se sua ex-amiga te alfineta é porque o assunto ficou mal-resolvido, e essa é a maneira de ela expressar isso. Sentem para conversar, peça desculpas mesmo se não for o culpado — tem um post sobre isso aqui — e clame por paz e respeito. Veja no que dá! Esse clima ruim não é saudável nem para a galera que não está envolvida na briga. Não sejam chatos.

***

Envie sua pergunta para discipulosdepeterpan@gmail.com com o assunto "Perguntas".
Todos os nome serão trocados para manter o sigilo dos perdidos.

Como masturbar sem sujar: injaculaçãoPra nunca sentir culpa ao comer hambúrguerComo ser mais bonito sendo feliz5 filmes pra salvar amizades
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos