Carregando...



Por que não tenho vontade de transar?

Veja mais sexualidade
Jovens que florescem tarde.
Discípulos de Peter Pan - DDPP - Por que não tenho vontade de transar?

Comecei a querer perder minha virgindade aos 20 anos, acredita? Até essa idade, eu era como qualquer pessoa: queria me envolver romanticamente, ter dramas para chamar de meus e, por que não, um amor de cinema. O que me distanciou de todo mundo foi a verdade de que eu não queria transar. Falava sobre sexo com meus amigos, ouvia histórias empolgantes, mas não tinha a menor vontade de tirar a roupa na frente de alguém. Não era por vergonha, baixa autoestima ou puritanismo. Era como se um senhor de 102 anos de idade não quisesse jogar videogame. Não despertava curiosidade para que eu quisesse experimentar.

Fui considerado um assexuado romântico — pois existem assexuados que não querem envolvimento nenhum, sexual ou romântico, e há os românticos que querem o lado mais sentimental que o físico dos relacionamentos — e quando fui chegando aos 21, meu corpo decidiu produzir todos os hormônios que deveriam ter começar a nascer quando eu tinha 13 anos. Passei a querer me masturbar, experimentar uma garota nua, tomar banho com um moleque, e pornografia ganhou um papel fundamental no tipo de sexo que pratiquei depois que experimentei minhas primeiras penetrações: a gouinage.

*Falei sobre minha primeira vez como ativo aqui e o que é gouinage aqui.

***

PUBERDADE
Assim como alguns jovens só têm barba depois dos 20 enquanto outros começam aos 14, a sexualidade nasce biologicamente na puberdade (variando dos 12 aos 17 anos), quando existem poluções noturnas, explosão de pelos, definição de características como voz, silhueta e comportamento e, obviamente, desejo sexual. Só que sexo está na TV, no rádio, na internet e em qualquer conversa solta no ônibus. Como exemplo dessa sexualização exagerada, moro na periferia do Rio e molequinhos — e molecas — entre 8 e 12 anos já falam sobre "pirocadas", "boceta" e "molhadinha". Uma amiga flagrou uma menina masturbando um garotinho na rua — o que foi chocante para nós dois. Por isso é importante falar de sexo abertamente, pois a cultura exala esse assunto de forma errada, confusa e vandalizada. Imagina essa criança na puberdade, o monte de merdas que poderá fazer sem pensar — ou se informar — direito?

OS ATRASADOS
Você compreendeu que desenvolvimento sexual biológico é diferente do cultural, certo? Você pode ser condicionado a fazer sexo, mas sua vontade pode não acordar para isso. Especialistas dizem que se a criança não desenvolver bem as características comuns à puberdade nas idades "normais", é melhor buscar acompanhamento médico e/ou psicológico. Mas se você está aqui, aposto que procura entender o porquê de até hoje não sentir vontade de transar — ou o porquê de ter ficado um bom tempo sem essa vontade, que só apareceu bem depois.

***

NÃO QUERO TRANSAR PORQUE...

Não sinto vontade
Se você tiver até 20 anos, pode ser que seu desejo sexual seja pouco ou só nascerá depois. Mesmo assim, recomendo buscar um psicólogo ou médico para medir seu desenvolvimento ou tratar de possíveis traumas que você tenha, que impedem seu florescimento sexual, e você nem sabe! Acreditei por anos que o fato de eu não querer transar era porque via no meu pai a imagem de "homem" que me enoja — e que não gostaria de me tornar: infiel, grosseiro, egoísta etc. Depois notei que isso poderia somar ao desenvolvimento precário do meu corpo, que se acostumou a receber vitaminas apenas de miojo, pizza e lasanha de microondas. Se sua vontade não aparecer e você sentir que ela não vai dar as caras porque sua natureza é assim, recomendo ir ao médico não para se "tratar", mas para se entender, conviver com sua assexualidade e ler bastante sobre o tema.

Tenho vergonha do meu corpo
Baixa autoestima é um problema! Tenho um pouco de receio até hoje quando fico seminu na frente de alguém. Nunca estaremos perfeitos o suficiente. Nem o cara malhadão ou a menina peituda vai estar 100% satisfeito com o próprio corpo na hora do sexo. Só que todo mundo tem espinha nas costas, cravo no nariz, pênis grande ou pequeno demais, peito grande ou pequeno demais e blá, blá, blá. Não estou dizendo para você amar seu corpo (o que seria ideal), mas pra aprender a conviver com ele. Caso contrário, vai adiar experiências que precisam ser vividas enquanto você tem vontade. Apague a luz na hora da cama, se enrole nos edredons, procure um psicólogo (sempre!) ou leia bastante os artigos de autoajuda aqui do site!

Tenho problemas de intimidade
Esse problema não é de baixa autoestima, mas de compartilhar intimidades que você considera incômodas e/ou desnecessárias: alguém "invadindo" seu espaço, adentrando uma divisão da sua vida que você considera privada e por aí vai. Para viver a experiência do sexo e manter suas barreiras de privacidade de pé, você pode ir para a casa da outra pessoa, avisar desde o começo que você tem problemas de intimidade, que as coisas precisam ser levadas com calma e que você pode desaparecer assim que acabarem de transar porque prefere dormir na própria cama, tomar banho no próprio chuveiro e, especialmente, ficar sozinho pra pensar.

Tenho medo
A gente teme tudo que desconhece. Acredita que alguns discípulos ainda temem transar por não confiarem na camisinha? Ou não podem ir ao ginecologista pedir anticoncepcionais porque os pais vão saber que estão com a vida sexualmente ativa? Ignorância é o maior inimigo do conforto, e de nada adianta transar desconfortável! Deveria ser um momento para brincar, explorar o outro e conhecer um ser humano em níveis distintos do que estamos acostumados! Internet não serve só pra olhar Facebook, tá? Procure suas dúvidas online, converse com seus professores de colégio e deixe a vergonha de lado porque sexo é natural! Feito com segurança, confiança e cuidado, fica infinitamente melhor!

Sinto tesão, mas não gosto
Se você sente tesão, morre de vontade de morder alguém debaixo do edredom, mas odeia se imaginar penetrando ou sendo penetrado, você pode se dar bem experimentando gouinage. Talvez seja algo que você já faça, mas não sabia que tem nome! Leia a matéria aqui do DDPP e mate suas dúvidas!

Me sinto culpado
Você pode ter medo de transar porque sua religião diz que é pecado, sua vizinhança diz que é coisa de puta/puto ou porque não quer perder a imagem de filhinho que seus pais criaram contigo. Acredite, já passei por isso! Você não precisa se sentir culpado pelo que não é errado! Sexo faz parte do crescimento, é uma ótima atividade física e troca emocional, e para você existir alguém teve de transar! As pessoas também dizem que amor e respeito não podem curar o mundo, mas acho que amor e respeito são básicos para que todos se compreendam melhor. Tudo é questão de perspectiva, mas fatos são fatos! Não se culpe por querer transar! Leia as dúvidas da primeira edição do Pergunte a um garoto, pois falei da culpa logo após a masturbação também. Se você é menina, leia com mais atenção ainda, pois vocês sofrem mais preconceito do que nós, meninos, infelizmente.

Prefiro me masturbar
Se você prefere se masturbar a transar com outro ser humano, pode ter problemas de intimidade, confiança, baixa autoestima e traumas acumulados numa coisa só! Já assistiu ao filme Como Não Perder Essa Mulher (Don Jon, 2013)? Ele fala de um cara viciado em se masturbar porque não consegue se envolver romanticamente com ninguém. Quando consegue, percebe que só goza se masturbando, tipo um viciado. Isso pode ser tratado com um terapeuta, caso esteja incomodando sua rotina ou fazendo se sentir mal. Se prefere se masturbar em vez de transar e está bem com isso, faça o que lhe der na telha — desde que não faça mal pra ninguém.

***

Se sua personalidade não for tão ligada ao sexo quanto os filmes e conversas nos dizem que deveríamos ser, relaxa! O mundo exagera! Não há nada errado em preferir ficar de conchinha que, desculpe meu francês, fodendo seus órgãos até amassar! E também não há nada errado se você quiser foder seus órgãos até amassar! Desde que seja sexo seguro, sem crimes (nada de pedofilia, sexo com animais etc) e que tenha confiança, não é pecado!

Se não quiser sexo, romance ou porra nenhuma, ame-se assim mesmo! Somos diferentes uns dos outros e isso, ao mesmo tempo que pode nos distanciar, pode nos aproximar de poucos e raros que realmente valem a companhia.

Seja você por inteiro, procure profissionais se necessário e viva da sua maneira!

Por que você não sente vontade de transar?

Como arrumar namorado?Como contar pro cara que você não gosta de penetraçãoMinha 1ª vez como ativo: estereótipos e condicionamentoO que é gouinage? Pra quem não gosta de penetração
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos