Carregando...



Qual é o sentido da vida?

Veja mais autoajuda
Por que tantas dificuldades?
Discípulos de Peter Pan - DDPP - Qual é o sentido da vida? Por que tantas dificuldades ao longo dela?

Este é um questionamento que todos nós já fizemos na vida, pelo menos uma vez. Alguns até encontram resposta, outros estão buscando, e tem quem ache que a vida não tem sentido nem propósito algum. Como não tenho como falar sobre este assunto sem citar coisas como espírito, reencarnação e o Universo, acostume-se. Caso ache bobagem, recomendo que leia mesmo assim, pois pode ser que disso você tire algo útil.

Está claro que mudamos a cada dia. Não é difícil perceber em nossa rotina as mudanças de pensamentos e atitudes para com as pessoas. Vamos aprendendo com estas experiências, não é mesmo? Corrigindo atos para não comete-los no dia de amanhã, ou pelo minimiza-los. Isso é natural de todo ser humano, independente de crença. Todos buscamos algo melhor: uma casa melhor, um curso para se profissionalizar, um relacionamento melhor, enfim. Estamos buscando evolução.

Podemos notar algo interessante: não estamos todos atrás do mesmo tipo de evolução. Cada um busca aquela que é necessária para a alma. Como pessoas diferentes, buscamos coisas diferentes. Mas tudo sempre se volta para a questão evolutiva. Cada ato, cada pensamento está voltado para isso. É como se a vida fosse uma escola de almas, onde encontramos lições, colegas de aprendizado, professores…

Particularmente acredito que um dos maiores motivos pelos quais as pessoas reencarnam é para aprender. Tem coisas que só encontramos e vivenciamos na vida material, na Terra. Situações pelas quais um espírito deve passar para melhorar em algum aspecto. Sem essas situações nós — os espíritos encarnados — não teríamos o ímpeto necessário para criar a evolução em nós mesmos.

Quando cheguei a essa conclusão passei a encarar as dificuldades e desgraças de uma forma diferente. As coisas que nos acontecem são, de certa forma, necessárias. Sem isso não traríamos para nós as mudanças que tanto necessitamos. Não estou dizendo que desgraças são desejáveis, pois não são. O que quero dizer é que se tivermos um olhar diferente sobre certos fatos, nossa vida pode ter um novo significado. Podemos mudar a realidade através de nossa forma de ver, nos tornando mais fortes diante de tudo ao invés de abaixar a cabeça e lamentar.

Lembre-se das coisas ruins que lhe aconteceram no passado. Você certamente aprendeu algo. Pode ter notado um padrão errado de comportamento, ou a valorizar o que não valorizava. Quando alguém deixa de notar a importância que a vida tem (ou a importância de si), pode adquirir uma doença. Quando não somos verdadeiramente gratos pelo que temos (mesmo que pouco) acabamos por sofrer diversidades, e só assim acabamos por aprender a dar valor às conquistas e aos pequenos milagres.

Você não está vivendo pela primeira vez, e certamente esta não será a ultima. Antes de chegarmos a um patamar mais elevado da alma, devemos ter uma evolução interna. Para isso viemos até aqui, neste planeta tão louco, cheio de maravilhas e desafios, que é a Terra. Aperte os cintos, pois a viagem é longa (e excitante!). Dê mais tempo para olhar dentro de você, e se permitir ser mais flexível consigo. Não adianta brigar com o fluxo natural, pois se você não anda a vida te bate para que você saia do lugar.

Comece a observar o mundo de uma forma diferente, notando a beleza de tudo à sua volta. Muitas vezes ouço pessoas clamando que não viemos aqui à passeio, mas eu mesma digo que "estou aqui à passeio SIM, mas quero aprender com essa viagem". Aprenda a se superar a cada dia. Seja flexível para as novidades que o cercam. Olhe um conceito novo com um pouco mais de atenção: pode ser a vida tentando lhe mostrar uma saída, e você, com sua teimosia, não quer ver. Quem sabe?

Não desanime perante as dificuldades, pois não são tão grandes quanto você pensa. O que acontece é que você se diminui tanto perante elas que estas acabam parecendo monstros insuperáveis. Se dê mais valor, você é mais capaz do que imagina. Desejo que você evolua cada vez mais, e que tenha uma existência fenomenal! Cortar a vida pela metade só vai te atrasar mais no processo todo!

Então Não tenha medo da morte, mas não deseje morrer.
Pense nisso.

ESCRITO PELA DISCÍPULA B. CRAUS NANTAI
QUER ENVIAR UM ARTIGO? ACESSE ESSE LINK!

5 dicas para quando você sentir que não é bom o suficiente10 sinais de que você sabe viverTentei suicídio e aprendi 20 lições sobre viverUm Gay Suicida em Shangri-la
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos