Carregando...



É impossível conhecer alguém por completo, até nós mesmos

Veja mais autoajuda
Somos todos estranhos?
É impossível conhecer alguém por completo, até nós mesmos

Minha irmã do meio foi casada por 18 anos com um cara que sempre frequentou nossa casa e com quem teve três filhos. Começaram a namorar jovens e o conto de fadas pareceu que duraria a vida toda. No terceiro filho, não aguentavam se olhar nos olhos e minha irmã quis divórcio. Ele foi violento, a ameaçou, ameaçou os filhos e num piscar de olhos a gente não conhecia aquele cara que almoçava conosco aos domingos. Será que é impossível conhecer alguém por completo?

Não acho possível conhecer alguém por inteiro pois nem nós mesmos nos conhecemos 100%. Como seres humanos, temos a capacidade ímpar de mentirmos para nossa própria mente, inventando aspectos de nossa personalidade para agradar os outros, abafando sonhos e vontades, e nos sentindo culpados por prazeres que adoramos quando não deveríamos. A vida em sociedade exige essa adequação, afinal não estamos na selva!

Existem reações que só temos em momentos específicos, como ver uma situação grotesca, num assalto ou, no caso do meu cunhado, do fim de uma vida onde ele e a esposa sacrificaram muitas oportunidades para continuarem juntos. Para piorar, mais por conveniência que por amor. Todos nós alimentamos demônios que não conhecemos, bondades em potes de conserva e ganâncias fetichistas que podem aparecer num instante crítico — ou nunca existirem propriamente!

Não quero que você fique paranoico achando que todo mundo — e você — é falso. É que existem verdades que não conseguimos admitir para nós, quanto mais para outros! Somos falhos e cheios de bugs numa programação torta da biologia, mas somos magníficos por termos uma outra habilidade maravilhosa: a capacidade de enxergar padrões. Definir ciclos foi o que destacou os seres humanos dos outros animais como racionais. Podemos ver o que não funciona em nós mesmos, nos conhecer, e melhorarmos por nossa própria vontade. Assim como temos o poder de nos afastarmos de padrões negativos impostos por terceiros.

Óbvio que você sabe quem você é. E sabe quem seu pai é. E eles sabem quem você é. Nossa essência, quando não somos sociopatas crônicos, é um conjunto de morais que nos é ensinada ou que agrupamos para formar nossa linha de conduta, assim como fazemos com nosso gosto musical. Porém, há o lado negro da nossa lua interior onde ninguém sabe quem somos — e nós não sabemos nada de ninguém.

Somos mentes independentes com milhões de maneiras de surpreender uns aos outros todos os dias. Melhor ainda quando somos capazes de nos surpreendemos positivamente com atitudes que nunca imaginamos até precisarmos tomá-las. Essa visão assusta e atrai, pois há bilhões de livros de mistério caminhando sobre duas pernas, prontos para receberem nossa curiosidade. Fantasiamos relacionamentos, criamos expectativas, e mesmo nos exemplos ruins, aprendemos que o melhor caminho para amar o outro é amando a nós mesmos infinitamente.

É possível conhecer 100% alguém? Deixe sua opinião!

Quero namorar meu melhor amigoComo arrumar namorado? 15 tipos de amigos para ter aos 20 anos Como fazer amigos depois dos 20 anos
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos