Carregando...



Experimente 10 coisas antes de namorar

Veja mais sexualidade
Para aprender antes do grande passo.
Discípulos de Peter Pan - DDPP - Experimente 10 coisas antes de namorar

O tema dessa semana no DDPP é "ano novo", uma nova e excitante etapa na vida de todo mundo. Um relacionamento sério é parecido com a virada do ano pela sensação de entrar numa dinâmica diferente de tudo que experimentamos sozinhos. Mesmo que o sonho de grande parte das pessoas seja encontrar uma cara-metade, há muito o que explorar para aprender o verdadeiro valor desse compromisso e do compromisso com você mesmo, se respondendo perguntas como "será que namorar vale a pena?" ou "será que estou pronto para um relacionamento?". Existem 10 coisas que você deveria experimentar para encontrar as próprias respostas e tomar as melhores decisões no campo amoroso. Aqui estão elas:

1. Amor próprio
O que leva muitos casais a falharem em seus relacionamentos é que estão procurando tanto por uma metade no outro que esquecem de achar o próprio inteiro — afinal, como sempre falo, apenas dois inteiros formam boas metades. Essa metade que falta e nos faz buscar companhia tão assiduamente é o amor próprio, a capacidade de se divertir sozinho, de apreciar o próprio corpo, não ter medo do próprio sexo e muito menos de se expôr como identidade única, sem medo de represálias de um mundo que julga qualquer coisa. Encontre-se antes de querer encontrar um outro.

- Como se divertir sozinho
- Como passar ano novo sozinho em casa

2. Chocolate
Afinal, quem precisa de namoro quando se tem chocolate?

3. A perda de um amor
Parece louco te aconselhar a passar por isso algumas vezes na vida, mas é para te tornar forte. Sabendo encarar a perda de um amor e entendendo que algumas pessoas podem se tornar incompatíveis depois de um tempo te faz ter menos medo de perder, pois esse medo você sempre terá, mas nunca passará por cima de quem você é, se humilhando ou sendo feito de capacho apenas para não ficar só. Eu penso: "não quer ficar comigo? Azar o seu" e sigo com minha vida. Penso no que poderíamos ser? Claro. Mas não me lamento sabendo que fiz minha parte. As pessoas mudam, aceite isso.

4. Ser traído
E ser traído também te torna mais forte e melhora seu filtro de relacionamentos, evitando pessoas e padrões que funcionam sempre do mesmo jeito. Experimentando a dor de ser apunhalado pelas costas, você não vai querer que aconteça mais vezes. Assim que conhecer alguém com potencial para te machucar ou brincar com seu coração, vai sair correndo para abrir a porta para alguém que queira se jogar nesse relacionamento tanto quanto você.

5. Descobrir o que é amizade
Quando você descobre que amizade é um tipo de suporte sem igual, com intimidades que dão inveja em muitos "falsos casais" por aí, vai querer que seu futuro namorado seja seu amigo antes de tudo. Vocês vão confiar um no outro, contar as coisas e conviverão não só como parceiros românticos, mas como parceiros de crime. Descobrindo esse valor, você também não deixará seus amigos para trás assim que encontrar um namorado que satisfaça sua carência, pois entenderá que todos os presentes na sua vida possuem valores diferentes e essenciais para que você seja feliz.

6. Promiscuidade
Você não é uma piranha — masculina ou feminina — só porque não se sente pronto para um relacionamento sério. Experimentar sua sexualidade com outras pessoas, desde que de forma saudável e respeitosa, ajuda a definir o que você espera de um namoro — e se quer mesmo namorar. Não há nada errado em ficar com várias pessoas se essa for sua vontade e a vontade do outro. Não deixe que a sociedade diga o oposto. No dia em que você cansar e perceber que quer ficar com uma pessoa só, se quiser, vai saber exatamente o que está deixando para trás e vai pensar algumas vezes antes de "pular a cerca" depois. Leia o guia "10 hábitos pra parar com as ficadas", é bem legal.

7. A realidade dos relacionamentos
Já assistiu ao filme Garota Exemplar? Baseado no livro de mesmo nome, é uma crítica à maneira com que o casamento é uma peça de teatro desde os primórdio da sociedade. Não é um conto de fadas todos os dias e precisa de manutenção constante das duas pessoas — ou mais, se você for poliamoroso — para dar certo. Não que seja difícil, mas muito do que se pinta de "casal perfeito" por aí é meio zoado, não condizente com a realidade de que a união das pessoas com base em amizade e confiança funciona de forma mais eficaz, não por comodismo ou status social.

8. Solteirice máxima
Aproveite seu tempo solteiro! Seja ficando com outras pessoas ou sozinho e saindo com os amigos. Quando solteiro você tem toda a liberdade do mundo para fazer o que quiser. Apenas relacionamentos assentados em dúvidas e acomodação se tornam prisões. Quando você toma consciência de quem é e do que passou — e seu parceiro também, espero — dá para criar uma união onde essa liberdade não se perde, mas se adapta à vida a dois — ou mais, como já falei. De novo, apenas dois inteiros que tiveram experiências individuais formarão boas metades.

9. Masturbação plena
Se masturbe para perder a sensação de culpa atribuída ao sexo. Não tenha vergonha se você é uma menina que quer fazer sexo anal. Não tenha medo de dizer que você é um menino homossexual e passivo. Não há nada errado em expressar sua sexualidade para si antes de expressá-la com os outros — desde que com segurança. Antes de entrar num relacionamento, descubra do que você gosta e até onde pode fazer "sacrifícios" para agradar seu parceiro, se tornando menos egoísta — e ele o mesmo.

10. Cinismo
Adoro criar expectativas de cinema para os meus relacionamentos, como falei no artigo "Expectativas: ter ou não?". Só que tenho meus pés no chão porque sei que a possibilidade de viver algo assim é ínfima. Meu cinismo funciona para me aterrar à realidade de que vou esbarrar com pessoas de todo tipo, de canalhas a santinhos, e tenho liberdade de experimentar todos eles para aprender e evoluir como ser humano. Entenda: o mundo não é um filme. Mas se você tiver sorte, autoconfiança e mente aberta, tomando precauções para não se machucar tanto — porque você vai se machucar vez ou outra — pode ser que o amor de cinema aconteça para você. Com algumas adaptações, mas que aconteça.

O que você experimentaria antes de namorar? Comente!

Como controlar ansiedade para namorarComo arrumar namorado?Ser solteiro faz bem: 10 fatos que comprovam10 músicas pra curar solidão de estar solteiro
FacebookYoutubeTwitterConheça o autor

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos