Carregando...



Como curar tristeza: 10 jeitos que funcionam

Discípulos de Peter Pan - Como curar tristeza: 10 jeitos que funcionam
Superar momentos de tristeza não é fácil quanto desligar um interruptor, porém existem maneiras de amenizar o excesso de melancolia que não exigem grandes esforços — apenas vontade. Se você não sabe o que fazer nos momentos ruins do emocional, leia esse guia e veja se algo pode te levantar um pouquinho. Se sua tristeza é contínua e cíclica, acontecendo com frequência, recomendo procurar um psicólogo, pois pode ser indício de algo grave, como depressão. Melhor prevenir do que remediar.

1. Entenda sua tristeza
Por que você está triste? É pelo motivo que parece ser? Compreendendo sua tristeza fica mais fácil passar pelo momento de luto e encará-la de vez, tomando responsabilidade do seu estado emocional. Seja honesto e responda essa pergunta da maneira que se sentir mais confortável para organizar suas ideias. Falei sobre minha tentativa de suicídio no post "Tentei suicídio e aprendi 20 lições sobre viver", e para entender a tristeza que me levou a esse ato de escapatória, escrevi todas as coisas que me faziam mal num papel com a intenção de achar uma solução para cada uma. Infelizmente tentei me suicidar antes de achar as soluções, mas quando "voltei à vida" fiz um mapa mental com os problemas e respectivas soluções. Isso nos move para a dica número 2.

2. Ficar triste é uma escolha
Ao se tornar responsável pela escolha de enfrentar o que te deixa mal, você pode optar por continuar triste ou se tornar consciente de que ser feliz é direito seu! Quando peguei no papel com todos os problemas, decidi que nunca mais me sentiria daquele jeito de novo, muito menos por coisas que não posso controlar. Fui dando solução para cada problema, escrevi um roteiro para cada dia da semana — sempre me mantendo ocupado e com objetivo de encontrar um psicólogo — e decidi passar mais tempo feliz do que triste. Deu certo. Decidi ser mais alegre, independente dos problemas que aparecem. O que eu puder resolver, resolverei. O que não, vou ler o guia "10 dicas para sofrer menos com mudanças".

3. Programe-se com música ou filmes
Ao mesmo tempo em que você gosta de ouvir o que seu estado de espírito pede, você pode ouvir músicas que mudam esse estado, te programando para se sentir melhor. Isso acontece porque melodias possuem batidas específicas que não são filtradas por nosso racional. Já foi a uma festa se sentindo um lixo e, com o batidão, você sentiu vontade de correr, pular e dançar? É meio assim! Religiões xamânicas, indígenas e afros usam da música para alcançar níveis superiores de consciência! Funciona para filmes inspiradores também — mas eles trabalham no lado emocional, assim como letras de músicas. Abaixo deixei links aqui do DDPP com playlists e filmes inspiradores:

Playlist antissuicídio
10 músicas pra curar solidão de estar solteiro
10 músicas pra levantar de manhã com esperança no dia
10 músicas pra transformar sua casa num bar indie rock
10 músicas pra curar tristeza e desânimo
10 filmes sobre recomeços para ver na primavera
10 filmes sobre jovens solitários, incompreendidos e incríveis
10 filmes sobre fugir e tirar férias da sociedade

4. Desapegue do passado
Essa tristeza vem de algo que aconteceu no passado, mesmo que tenha sido a duas horas atrás! Por isso foque no agora e no que virá daqui para a frente! Não se martirize pelo que já foi — e que não dá para mudar — e não lute contra mudanças! Se sua tristeza vem sem motivo aparente e você não consegue compreendê-la, recomendo que procure um psicólogo. Pode ser indício de depressão, que é um pouco mais pesado que um simples momento de tristeza. Ah, e não tenha vergonha de pedir ajuda!

5. Assista vídeos engraçados
O primeiro filme baseado na série Sex and the City mostra a Carrie depressiva depois de uma catástrofe. No hotel ela pergunta para as amigas: "Quando é que eu vou rir novamente?". Samantha, a amiga mais engraçada e incrível, responde: "Quando vir algo realmente engraçado". Graças aos deuses da tecnologia temos acesso à internet, o lugar onde as pessoas mais sem noção do planeta postam suas vergonhas sem medo de represálias! Separei 15 vídeos engraçadíssimos no artigo "15 vídeos para curar tristeza e mau humor" e você pode achar muito mais no YouTube — especialmente se entender inglês. Dê uma chance. Depois da primeira risada você vai querer mais e, quando a graça acabar mais tarde, seu problema parecerá menor.

6. Coma chocolate
Já é comprovado cientificamente que chocolate dá prazer ao corpo, especialmente se ingerido em boa quantidade (ou com 70% de cacau). Quando se sentir terrível, coloque uma das playlists que indiquei no item 3, deixe um vídeo com imagens engraçadas rodando e coma uma caixa de bombons. Não é sacanagem, juro que funciona! Só que não adianta comer sentindo culpa, né? Aproveite para ler o artigo "Para nunca mais sentir culpa ao comer hambúrguer" e se livre da necessidade de ser perfeito o tempo todo!

7. Faça algo físico e criativo
Praticar esportes ajuda a distrair da tristeza. Quando o corpo se mexe, o cérebro precisa trabalhar em mil funções diferentes, sem falar que fica melhor oxigenado e libera endorfina, hormônio que dá prazer. Caso não faça esportes, limpe a casa, ande de bicicleta ou faça DIYs que exijam esforço físico. Se gosta de arte, por que não dar pinceladas avulsas numa folha de papel para expurgar tanta depressão? Abaixo algumas ideias:

- Camisa Batman (versão de sangue)
- Como fazer arara de teto
Como pintar uma parede diferente
Como refazer velas

8. Mude seu padrão de comportamento
Ficar triste vez ou outra é natural e necessário para dar valor aos momentos felizes. Se seus momentos de tristeza são avassaladores — ou se as causas são sempre as mesmas — mude seu padrão comportamental. Se observe, observe se o clima ao redor influencia essa variação de humor, e se afaste de pessoas negativas e de vícios comportamentais destrutivos — leia o guia "Como ignorar pessoas". Afirmo de novo que procurar ajuda de um psicólogo não é vergonha, mas útil para se compreender e filtrar o que vem do mundo para o seu campo emocional.

9. Dê atenção aos outros
Como falei no artigo "Quando se perder, foque nos outros", tirar a atenção dos seus problemas para se sentir útil ao ajudar outras pessoas pode ensinar que seus problemas podem ser resolvidos de maneira menos complicada, podem gerar alegria por ter dado alegria a alguém e podem motivar a se tornar uma pessoa melhor para se doar melhor para os outros. Importante é não viver em função do outro, mas em função de si, visando a bondade que espalha o próprio bem-estar.

10. Conecte-se à natureza
Parece conselho furado, mas existem teorias de que caminhar descalço num bom gramado ou brincar com animais faz com que a tristeza se transmute no seio da natureza. Verdade ou não, sabemos que céu aberto realmente areja a cabeça, enquanto cuidar dos animais nos distrai e dá sensação de companhia diferente da que seres humanos donos da razão oferecem. Quando fico para baixo, sento com minha cadelinha para bater papo ou só fazer carinho em silêncio na varanda, enquanto a brisa arrasta a melancolia para fora de mim.

Como NÃO se suicidar: kit completoPlaylist antissuicídioTentei suicídio e aprendi 20 lições sobre viver 10 músicas pra curar tristeza e desânimo

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos