Carregando...



Amigos não são terapeutas!

DDPP - Amigos não são terapeutas!

Tem anos desde que parei de contar problemas maiores aos amigos. Desde quando percebi que compartilhar questões que dependem apenas de minha atitude não resolveria nada, me limitei a compartilhar receios curiosos ou casos esquisitos da vida — questões complexas deixei para minha terapeuta ou para um momento de reflexão solitária. Amigos não são psicólogos e em alguns casos chegam a funcionar como desculpa para você não resolver nada do que te incomoda. Te confundi? Vou explicar.

Tenho dezenas de amigos que correm para mim quando um problema cabeludo se desenvolve. Pedem para eu tirar um tempinho para ouvi-los desabafar e pedem conselhos. Ofereço minha perspectiva de boa vontade — nunca dizendo o que ninguém deveria fazer — e sabe o que mais ouço? Eles arranjando desculpas para justificar o tal problema que gostariam de resolver! Por que isso acontece?

Pode parecer maluco, mas há um sistema de títulos que funciona subconscientemente na nossa sociedade. Quando pedimos conselhos a um amigo, selecionaremos aquilo que gostamos de ouvir e ignoraremos o resto. Isso acontece porque, em nossa cabeça, nosso amigo é tão normal e cheio de problemas quanto todo mundo, por mais que os conselhos sejam precisos e englobem de maneira mais prática uma resolução dentro do esquema. Quando é um psicólogo, uma pessoa formada e com título, tendemos a absorver com mais abertura o que é aconselhado de maneira quase clínica.

Não desmereço o poder do conselho de um amigo, pois ele participa do nosso íntimo e rotina, sabe quem somos. Mas um terapeuta é mais preparado para lidar com questões psicológicas que um amigo não é capaz de perceber. O ideal é ter os dois pontos de vista, justamente para diminuir a carga que jogamos no ouvido de nossos amigos sobre problemas cíclicos ou só pelo prazer de reclamar.

Digo isso porque estou de saco cheio de ouvir as pessoas falando dos problemas que sabem como resolver, mas que não o fazem por preguiça ou estagnação admitida. Estou cansado de escutar os mesmos problemas a cada dois meses quando tenho minhas próprias merdas para lidar — e sem perturbar ninguém. Pior é querer ser compreensivo com aqueles que só vêm para falar de coisas ruins, nunca para compartilhar algo bom ou chamar para a piscina no verão infernal do Brasil.

Antes de jogar seus perrengues em cima de alguém, considere a possibilidade de terapia. Existem psicólogos gratuitos na rede pública de saúde e há chances absurdamente maiores de seus problemas terem resoluções definitivas — o que quase sempre depende só de você! Não deixe de pedir colo ou abraço quando precisar, pois um amigo vai adorar ser a pessoa com quem você conta.

Apenas não esqueça de ser para ele aquilo que você gostaria que ele fosse para você. ■

15 tipos de amigos para ter aos 20 anos Me apaixonei por meu amigo gay, e agora?Como fazer amigos depois dos 20 anos Como aceitar que a amizade acabou

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos