Carregando...



"Eu te adoro" é o novo "Eu te amo"?


Como falo nos relatos da série "Conheci no Grindr", me envolvo com vários tipos de pessoas em curtos espaços de tempo — quase sempre necessários para desenvolver boas amizades e/ou relacionamentos relâmpago. Tenho observado que depois de mais ou menos uma semana os caras têm sentido a necessidade de expressar o carinho que evolui na rotina usando a frase "eu te adoro".

"Eu te adoro" é normal de dizer, não é? A questão é a maneira com que essa frase é dita: com intensidade, volume e intenção de um "eu te amo". Não que sejam ou signifiquem a mesma coisa — pois poderiam —, mas é como se o "eu te adoro" fosse uma versão aceitável de um "eu te amo", pois não dá sustos, se encaixa dentro do curto tempo de desenvolvimento da relação e expressa tudo que é necessário para que as coisas caminhem com clareza.

Ao mesmo tempo em que acho toda expressão de carinho válida, sem hierarquizar demais uma tradução da língua para sentimentos complexos que funcionam de forma particular para cada pessoa, temo que essa moda pegue e as pessoas se acostumem a falar "eu te adoro" com a mesma levianidade que o "eu te amo" que serve de bom dia: para apaziguar mentes inseguras ou enganar almas carentes.

Não se limitar por palavras ou se definir por frases é ótimo. A base de toda positividade proveniente disso é o equilíbrio, bom senso e discernimento. Antes de falar algo do tipo, sempre me pergunto: "Será que preciso mesmo falar que gosto de alguém? Será que no beijo, no toque, nos longos minutos que passo olhando a pessoa coçar a bochecha não dá para notar?".

O ser humano depende das palavras para expressar ações que só funcionam com atitudes. Ok, estamos aprendendo num dia de cada vez — e até eu caio nessa armadilha! —, só que prefiro deixar essas declarações, os manifestos de "eu gosto pra caralho de você" em ocasiões magicamente especiais, com toda redundância permitida.

E que envolvam vinho. ■

Como arrumar namorado?Experimente 10 coisas antes de namorar10 músicas pra namorar escondido no quartoComo controlar ansiedade para namorar

Comente com o Facebook:

Últimos Artigos